07:06 08 Março 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    18822
    Nos siga no

    O avião do Sistema Aéreo de Alerta e Controle (AWACS, na sigla em inglês) A-50 irá reforçar significativamente o grupo aéreo da Força Aeroespacial russa na Síria.

    Esta aeronave garantirá também o controle do espaço aéreo do país, considera Tom Cooper, analista da revista The National Interest.

    Anteriormente, a mídia, que havia publicado fotos via satélite da base aérea de Latakia, informou sobre a transferência de um "radar voador" A-50 para a Síria.

    "Tomando em conta o desenvolvimento da situação na Síria, o posicionamento deste avião é realmente justificado", opina jornalista.

    Segundo ele, o envio do A-50 para a zona de conflito foi a resposta ao ataque à base aérea de Shayrat realizado pelos EUA. O avião fornecerá aos militares russos todas as informações necessárias sobre lançamentos de mísseis no raio de funcionamento de seu radar. Tom Cooper acrescenta que este sistema melhorará a interação entre as componentes do grupo aéreo da Força Aeroespacial russa.

    O autor do artigo aponta que para a Síria foi enviada a versão mais moderna do "radar voador" — o A-50U. O avião está equipado com o sistema de radar Shmel que pode detectar alvos à distância de 300 a 600 km.

    A nova versão tem um sistema de comando do radar totalmente digital e um cockpit de conforto aumentado adaptado para patrulhas do espaço aéreo de longa duração. Além disso, o A-50U se distingue do seu antecessor por sua maior autonomia de voo.

    Mais:

    Avião-radar russo A-100 ultrapassa seu concorrente norte-americano AWACS
    Rússia planeja instalar mais radares capazes de detectar aviões F-35
    Damasco apoia proposta da Rússia para a criação de zonas de segurança na Síria
    Tags:
    espaço aéreo, controle, AWACS, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar