09:34 17 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    18292
    Nos siga no

    O sistema antimíssil instalado na Coreia do Sul, THAAD, e o sistema de combate naval Aegis são praticamente inúteis na altura de neutralizar os mísseis norte-coreanos em caso de ataque, afirmou o vice-diretor do Instituto da Comunidade dos Estados Independentes, Vladimir Evseev, em uma entrevista à agência de notícias RNS.

    "O problema principal que o sistema antimíssil americano enfrenta é o pouco tempo de que dispõe para detectar os mísseis norte-coreanos, uma vez que sejam lançados, para traçar sua trajetória e dirigir até eles seus mísseis antibalísticos", disse Evseev à RNS.

    O especialista também assegurou que, para que os EUA possam detectar o lançamento de um míssil balístico norte-coreano, primeiro seria necessário ter sistemas de vigilância aéreos conectados a seus sistemas antimíssil.

    Além disso, para que seus satélites os detectem, estes teriam que estar a uma altura de mais de 100 quilômetros, assegura Evseev.

    "Quanto ao Pukguksong-2, um míssil balístico de combustível sólido de médio alcance, sua fase de ascensão é bem curta, uns três minutos. Isto o converte em um alvo difícil para qualquer sistema antimíssil", afirmou o especialista em relação à instalação do sistema THAAD na Coreia do Sul.

    Anteriormente, a NBC News comunicou que este sistema já estava operativo para interceptar os mísseis norte-coreanos, citando um funcionário americano. Nos finais de abril, o presidente dos EUA Donald Trump exigiu à Coreia do Sul para pagar 1.000 milhões de dólares pela respectiva instalação, o que Seul recusou, dizendo que as condições já tinham sido negociadas desde o princípio.

    Mais:

    Opinião: divergência entre EUA e Coreia do Sul sobre THAAD é só o início
    Candidata sul-coreana: instalação antecipada do THAAD desrespeita soberania dos aliados
    Especialista sul-coreano: 'EUA confessam que THAAD serve para controlar China'
    Tags:
    defesa aérea, mísseis balísticos, sistema antimísseis, THAAD, Vladimir Evseev, EUA, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar