01:01 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Manifestação contra a presença dos militares americanos em Oquinaua em maio de 21, 2016

    EUA realizaram exercícios de paraquedistas em Okinawa, apesar da oposição dos habitantes

    © AFP 2017/ JIJI PRESS
    Defesa
    URL curta
    866455

    As Forças Armadas americanas realizaram na segunda-feira exercícios de paraquedistas na base aérea em Okinawa, na cidade de Kadena, apesar dos dois países terem acordado a realização dos exercícios em outro local, informa a agência Kyodo.

    Em 1996 foi fechado um acordo, segundo o qual os paraquedistas americanos só treinariam na ilha de Iedjima, próxima de Okinawa. Para além disso, o Ministério da Defesa avisou a cidade de Kadena sobre a realização dos exercícios só na noite de domingo, indica a Kyodo.

    Porta-aviões USS Carl Vinson em 15 de abril de 2017
    © REUTERS/ Sean M. Castellano/Courtesy U.S. Navy
    As autoridades municipais e habitantes de Kadena, que pediram aos EUA para não realizarem os exercícios na base militar, declararam que a situação é inaceitável.  

    Cerca de 30 militares americanos saltaram de paraquedas de um avião MS-130, todos aterrissaram no território da base, aponta a Kyodo.

    A agência lembra que os habitantes locais recordam o incidente do ano 1965, quando uma aluna escolar foi esmagada mortalmente por um auto-reboque lançado de paraquedas acima da aldeia de Yomitan, durante exercícios norte-americanos.

    Os últimos treinamentos de paraquedistas dos EUA foram realizados na base de Kadena em 2011.

    Segundo os dados fornecidos à Sputnik pela administração da prefeitura, em Okinawa estão 25.800 militares norte-americanos e 19.000 membros de suas famílias e civis dos EUA. Lá se encontram concentradas 70% de todas as estruturas militares dos EUA no Japão, embora Okinawa represente só 1% do território japonês.     

    Mais:

    Paraquedistas russos, sérvios e bielorrussos começam treinamentos conjuntos
    Paraquedistas russos vão à África para treinamentos conjuntos com Egito
    Tags:
    exercício militar, paraquedistas, Forças de Autodefesa do Japão, Okinawa, EUA, Japão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik