17:01 17 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    6125
    Nos siga no

    A China vai reduzir o número de seus militares a fim de aumentar as despesas com outros serviços estratégicos, comunicou a mídia local nesta sexta-feira (10), citando um alto oficial.

    De acordo com o chefe do Departamento de Mobilização da Defesa Nacional da Comissão Central Militar da China, os efetivos do exército serão cortadas em prol de outros serviços no âmbito da reforma militar de escala nacional, mas o número concreto da redução não foi especificado, informou a agência Press Trust of India.

    Em setembro de 2015, o presidente chinês Xi Jinping anunciou que o Exército de Libertação Popular (ELP) chinês reduziria suas forças entre 300 mil e 2 milhões de soldados até o ano de 2017, continuando, mesmo assim, a ser o maior exército do mundo.

    Em janeiro, as mídias comunicaram que por volta de 50 oficiais do ELP deixariam seus postos em 2017 para abrir caminho para a nova geração de oficiais.

    Mais:

    Irritando o dragão: EUA e Japão realizam exercícios no mar da China Oriental
    China propõe à Coreia do Norte 'compromisso de mísseis'
    China vai aumentar poderio da sua Marinha
    Tags:
    reforma, militares, efetivo, Exército Popular de Libertação, Xi Jinping, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar