00:45 27 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    10140
    Nos siga no

    Na sequência de um pedido do Ministério da Defesa da Índia, a Força Aérea do país decidiu não adquirir o avião de treinamento monomotor britânico Advanced Hawk, devido a um recente escândalo de corrupção.

    A empresa britânica Rolls Royce, que produz o Hawk, foi acusada de ter subornado funcionários da Hindustan Aeronautics Limited (HAL), uma empresa estatal indiana, entre 2005 e 2009, atuando como intermediários, assegurando que a Força Aérea os utilizasse para fornecer motores aéreos Adour Mk para os 132 jatos de treinamento britânicos Hawk.

    No início de janeiro, a empresa teve que pagar mais de $ 800 milhões depois de ter sido acusada de subornar "intermediários em vários mercados estrangeiros", incluindo o Reino Unido, Brasil e EUA.

    Uma investigação da BBC revelou evidências sugerindo que £ 100 milhões (cerca de US$ 125.540.000) tinham sido canalizados para empresas que estão ligadas ao negociante de armas indiano Sudhir Choudhrie. Um advogado de Choudhrie afirmou que seu cliente "nunca pagou subornos a funcionários do governo ou agiu como intermediário ilegal em negócios de defesa".

    Após essa decisão, o chefe da Rolls Royce, Warren East, emitiu um pedido de desculpas dizendo: "O comportamento descoberto no curso das investigações pelo Escritório de Fraudes Graves [do Reino Unido] e outras autoridades é completamente inaceitável e por ele pedimos desculpas sem reservas… Junto com colegas por todo o mundo, eu compartilho um sentimento de decepção e raiva para com o comportamento de algumas pessoas dentro de nossa companhia."

    Um alto funcionário da Força Aérea indiana disse ao portal Defense News

    "Nós não faremos qualquer pedido formal do Advanced Hawk para a HAL, e o programa será oficialmente arquivado. Isto se passa porque o Ministério da Defesa não quer fazer encomendas adicionais de motores da corrompida Rolls-Royce para o programa Advanced Hawk. A Força Aérea Indiana não tem qualquer intenção de fazer quaisquer encomendas de aviões de treinamento Advanced Hawk."

    Em 2015, a HAL e a BAE Systems, outro fabricante de armas britânico, assinaram um memorando de entendimento para desenvolver e produzir um avião de treinamento com capacidade de combate para os mercados exportação e doméstico.

    Dave Corfield, chefe do programa Hawk da Índia para a BAE, tinha dito que "o Advanced Hawk tem sido elaborado por dois anos de acordo com um modelo único com a Hindustan Aeronautics. A BAE Systems está reunindo recursos para desenvolver um Hawk mais rápido e mais ágil, que também possa transportar armas inteligentes", acrescentando que as asas, sistemas aviônicos e um sistema de tela multifuncional foram todos fornecidos pela HAL.

    O Advanced Hawk pode carregar até três toneladas de armas, de acordo com a BAE, incluindo módulos de orientação laser, munições de precisão guiadas, mísseis ar-ar e mísseis ar-terra.

    Mais:

    Alemanha aciona 2 caças por alarme falso (VÍDEO)
    Rússia e Índia estreitam laços na cooperação técnica militar
    Rússia pretende entregar à Índia 48 helicópteros Mi-17V-5
    Tags:
    corrupção, caça, Hawk, Rolls-Royce, Grã-Bretanha, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar