04:49 29 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    381947
    Nos siga no

    O ministro da Defesa britânico Michael Fallon afirmou que o porta-aviões Admiral Kuznetsov é o “navio da vergonha”, provocando uma reação de desagrado por parte da Rússia.

    "Estamos acompanhando atentamente o Admiral Kuznetsov na sua rota para a Rússia, este navio da vergonha não fez nada para acabar com o sofrimento do povo sírio, declarou o ministro britânico", citado pelo Daily Telegraph.

    Por sua vez, o vice-presidente do Comitê para a Defesa do Parlamento russo, Aleksander Sherin, acrescentou a esse respeito que a Grã-Bretanha deverá antes se concentrar nos seus problemas internos em vez de buscar motivos "de vergonha" dos outros países.  

    "É lamentável que políticos de um tal nível se permitam utilizar tais palavras infantis, que podem ser comparadas às de bandidos quando tentam desencadear uma briga. O Reino Unido parece ter por única missão ficar parado e vigiar o exército russo", disse Sherin.

    Em 15 de outubro passado, uma esquadrilha aérea russa chegou ao Mediterrâneo. O objetivo principal era prestar apoio aéreo às tropas governamentais da Síria durante os combates contra os grupos armados terroristas.

    Mais:

    Como o porta-aviões russo Admiral Kuznetsov compete com seus rivais dos EUA?
    Quais foram as causas do incidente com caça Su-33 do Admiral Kuznetsov?
    Tags:
    exército, ministro, operação, reação, opinião, vergonha, navio, Admiral Kuznetsov, Michael Fallon, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar