09:42 13 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4221
    Nos siga no

    As unidades da defesa antiaérea e antimíssil de Moscou, que fazem parte da Força Aeroespacial russa, efetuaram mais de 750 exercícios de detecção e acompanhamento de mísseis balísticos, informou o Ministério da Defesa russo.

    Em 2016, a estação de radar Don-2N, que detecta, identifica e acompanha objetivos balísticos com apontamento de mísseis interceptores, registrou mais de uma dezena de lançamentos de mísseis balísticos e foguetes realizados a partir de polígonos e cosmódromos da Rússia.

    • Estação de radar Don-2N, da Rússia
      Estação de radar Don-2N, da Rússia
      © Sputnik / Kirill Kalinnikov
    • Estação de radar Don-2N, da Rússia
      Estação de radar Don-2N, da Rússia
      © Sputnik / Kirill Kalinnikov
    • Estação de radar Don-2N, da Rússia
      Estação de radar Don-2N, da Rússia
      © Sputnik / Kirill Kalinnikov
    1 / 3
    © Sputnik / Kirill Kalinnikov
    Estação de radar Don-2N, da Rússia

    Além disso, as guarnições do radar Don-2N exercitaram ações de acompanhamento de 250 aparelhos espaciais, destaca o comunicado do ministério.

    As unidades da defesa antiaérea e antimíssil realizam vigilância do espaço aéreo de Moscou e da zona industrial central e estão equipadas com meios eletrônicos avançados, realizando uma defesa eficiente contra mísseis balísticos de nova geração.

    Mais:

    Londres escondeu falha de lançamento de míssil balístico
    Novo míssil nipo-britânico pretende fazer frente aos armamentos americanos?
    Tags:
    cosmódromo, lançamento, polígono de testes, intercepção, mísseis balísticos, Ministério da Defesa (Rússia), Moscou, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar