21:50 19 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    1100
    Nos siga no

    Uma equipe de altos oficiais do governo indiano pretende visitar a Rússia em breve para acelerar o fornecimento de armas de fogo e munições para a Força Aérea da Índia.

    Os representantes indianos buscam assegurar a entrega rápida de 50 mil munições de 30 mm GsH para caças Su-30 e mais de 60 mil munições de 12.7 mm para helicópteros de assalto Mi-35, informaram fontes à Sputnik Internacional.

    A Índia começou reforçando suas capacidades defensivas depois de a Controladoria e Auditoria Geral da Índia (CAG) ter constatado o nível insuficiente de preparação do país na área da defesa. De acordo com o órgão, alguns tipos de munições não suportariam mais de 10 dias em caso de guerra. A escassez de munição é ainda mais alarmante, levando em consideração os vários atentados terroristas que vem sendo realizados contra militares indianos.

    De acordo com fontes, nos últimos três meses, a Índia adquiriu armas e munições da Rússia e Israel no valor de um bilhão de dólares para o Exército e Marinha indianos.

    Compras adicionais serão feitas no âmbito da doutrina intitulada "Princípio Frio" de guerra com o Paquistão que prevê ataques rápidos contra o Paquistão e a tomada de territórios antes de o Exército paquistanês conseguir retaliar com armas nucleares táticas.

    Como informou o novo comandante-geral do Exército indiano, Bipin Rawat, "as guerras no futuro serão tão instantâneas e intensas que você tem que se preparar para se movimentar rapidamente, interprete isso como queira".

    Mais:

    Índia e Vietnã negociam acordo sobre fornecimento de sistemas de mísseis Akash
    Índia espera que exercícios navais conjuntos com a Rússia fortaleçam amizade
    Tags:
    helicóptero, caças, armas nucleares, munição, capacidade militar, Su-30, Mi-35, Força Aérea, Exército, Sputnik, Rússia, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar