09:23 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    45412
    Nos siga no

    A inteligência militar britânica acredita que o tanque russo T-14 Armata é o resultado mais revolucionário em construção de tanques nos últimos 50 anos, escreve o jornal Sunday Telegraph, citando um documento interno do Ministério da Defesa do Reino Unido.

    "Sem exagero algum, o Armata representa o avanço qualitativo mais revolucionário na construção de tanques em meio século, e não é de admirar que ele tenha feito sensação", diz o documento, acrescentando que "em sua versão completa, o Armata justifica todos os gastos, sendo o tanque mais revolucionário da geração".

    Além disso, a inteligência militar britânica questiona por que o Governo do Reino Unido não tem planos para de criar nos próximos 20 anos um carro de combate que possa competir com o tanque russo e põe em dúvida a capacidade do país de fazer frente à ameaça que representa o Armata.

    O Sunday Telegraph esclarece, no entanto, que não se trata de uma declaração oficial do Ministério da Defesa britânico.

    Desenvolvido exclusivamente na Rússia, o T-14 Armata é pioneiro da terceira geração de carros de combate principais fabricados após a Segunda Guerra Mundial.

    O T-14 Armata é o único tanque de terceira geração construído após a guerra desenvolvido pela Rússia. A plataforma universal Armata permite produzir, além de tanques, veículos de combate de infantaria e transportes blindados pesados, veículos de apoio a tanques, de comando e controle e de reconhecimento.

    Mais:

    Mico militar: Tanque ucraniano afunda ao atravessar um lago (VÍDEO)
    Rússia apresenta pequeno tanque-bomba
    Mídia: tanque Armata vai ser base para robô-sapador
    Tags:
    tanque, segurança, armas, T-14 Armata, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar