18:49 21 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Caminhão militar levando míssil iraniano Sejil durante o desfile militar em Teerã, 21 de setembro de 2016

    Desfile militar no Irã mostra míssil que ameaça reduzir Israel 'a cinzas'

    © AFP 2018/ CHAVOSH HOMAVANDI / AFP
    Defesa
    URL curta
    4577

    As Forças Armadas iranianas exibiram seus novos mísseis no desfile militar que teve lugar em Teerã.

    Durante o desfile, além de grande variedade de tanques e aviões militares, foram apresentados 16 mísseis balísticos do Irã, bem como novo projétil de múltiplas ogivas conhecido como Zolfaghar.

    De acordo com o jornal israelense The Jerusalem Post, uma mensagem foi escrita em um dos lados do caminhão que transportava esse míssil durante o desfile:

    "Se os líderes do regime sionista agirem bruscamente, a República Islâmica reduzirá Tel Aviv e Haifa a cinzas."

    Como informou o general Amir Ali Hajizadeh, comandante de uma das unidades de aviação da Guarda Revolucionária do Irã, o referido míssil possui alcance de cerca de 750 km.

    Segundo o jornal The Times of Israel, Mohammad Hossein Bagheri, chefe do Estado-Maior das Forças Armadas do Irã, declarou que "a decisão recente dos criminosos americanos de oferecer ajuda militar ao regime sionista invasor reforça a nossa prontidão de aumentar nossas capacidades defensivas."

    Ainda neste mês, os EUA assinaram um pacote de ajuda militar recorde, equivalente a 38 bilhões de dólares, que será providenciada durante os próximos dez anos.
    Ainda de acordo com Bagheri, "o objetivo final dos EUA, do regime sionista e daqueles que apoiam grupos terroristas… é destruir a infraestrutura da Síria e do Iraque a favor de Israel."

    Vale frisar que as tensões se agravaram recentemente devido ao confronto entre a Guarda Revolucionária do Irã e os navios militares norte-americanos no Golfo Pérsico.

    Mais:

    Sistemas de mísseis S-300 russos apresentados no desfile militar em Teerã
    Tags:
    infraestrutura, alcance, sionista, caminhão, míssil balístico, Guarda Revolucionária do Irã, Estado-Maior, Forças Armadas, Tel Aviv, Iraque, Síria, EUA, Golfo Pérsico, Teerã, Israel, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik