13:50 19 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Delegados africanos examinando armas apresentadas na exposição Africa Aerospace and Defence 2016 em Johannesburgo

    Rússia fecha mais de 20 contratos para fornecer armas à África

    © AFP 2019 / GIANLUIGI GUERCIA / AFP
    Defesa
    URL curta
    29163
    Nos siga no

    Só em 2015 a Rússia assinou mais de 20 contratos para fornecimento de armas e material bélico a 20 países africanos, informou na sexta-feira (16) o vice-diretor do Serviço Federal para Cooperação Técnico-Militar Anatoly Punchuk.

    Segundo ele, se trata de mísseis, artilharia, sistemas de defesa antiaérea, helicópteros, aviões e veículos blindados.

    "Continuam as entregas de armas portáteis, munições e meios aéreos de ataque conforme os acordos já firmados", informou Punchuk, que chefia a delegação russa à exposição de armamentos Africa Aerospace and Defence 2016 na cidade sul-africana de Johannesburgo.

    Ele ressaltou que a Rússia está cooperando com mais de 20 países africanos – os maiores contratos foram assinados com Angola, Moçambique, Namíbia e Nigéria.

    A África do Sul, em particular, se mostra interessada no desenvolvimento e produção conjunta de armas com a Rússia, especialmente de navios de patrulha e aviões de transporte.

    Segundo o conselheiro do diretor-geral da agência Rosoboronexport Yuri Demchenko, "será bastante interessante continuar os contatos a respeito de helicópteros e aviões, em particular, do avião militar Yak-130".

    No que se refere à Nigéria, que está modernizando suas Forças Armadas nacionais, até 2018 a Rússia fornecerá ao país 12 helicópteros Mi-35M, enquanto dois modelos serão entregues até o final do ano em curso.

    O lança-minas autopropulsado Tulpan 2S4 na exposição aberta do Fórum Internacional Técnico Militar EXÉRCITO 2016
    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Uma parte considerável do material bélico fornecido à África requer manutenção, modernização e substituição por novos modelos.

    Punchuk destacou que a Rússia "continua aprofundando e ampliando o relacionamento na área da cooperação técnica militar com muitos países da região africana".

    Segundo Punchuk, todas as vezes a exposição Africa Aerospace and Defence 2016 atrai grande número de empresas russas, o que é um sinal da "disponibilidade dos fabricantes russos em cooperarem com a África do Sul".

    Mais:

    Exército da Rússia começa a receber tanques T-14 Armata
    Kalashnikov estreia novas armas no EXÉRCITO 2016
    Cooperação militar ganha força no EXÉRCITO 2016
    Tags:
    modernização, helicópteros, aviões, armamentos, exposição, material bélico, Mi-35, Yak-130, Rosoboronexport, África, Johannesburgo, Nigéria, Moçambique, Angola, África do Sul, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar