17:29 15 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Avião ucraniano Antonov An-225

    Especialista russo: documentos do avião An-225 podem ajudar programa espacial chinês

    © Sputnik / Igor Kostin
    Defesa
    URL curta
    0 102
    Nos siga no

    A Televisão Central da China (CCTV) anunciou que uma empresa chinesa adquiriu o avião An-225 da estatal ucraniana Antonov.

    Porém, estes dados foram desmentidos por Oleksandr Kotsiuba, presidente da Antonov. Segundo ele, o único avião no mundo desta classe não foi vendido. O que foi acordado foi vender aos chineses um An-225 que ainda não está finalizado.

    A informação foi comentada pelo especialista em questões militares Vasily Kashin em exclusivo para a agência Sputnik.

    A notícia sobre o acordo-quadro fechado entre a Antonov e a empresa China Airspace não é algo excepcional, pois a China costuma comprar tecnologias militares na Ucrânia através de empresas intermediárias.

    O acordo-quadro estipula a assinatura de dois contratos. O primeiro é a conclusão do segundo exemplar do avião An-225 que no momento está pronto em 70%. O único modelo existente do An-225 foi construído em 1988, e é atualmente usado para transporte de cargas de grande dimensão por todo o mundo. O segundo contrato prevê a produção deste avião na China.

    De acordo com a mídia chinesa, em 30 de agosto a China Airspace assinou um acordo-quadro com o governo da cidade chinesa de Liuzhou e a empresa Antonov que prevê a construção de uma base para produção do An-225 a partir de 2019, bem como a transferência dos direitos de propriedade para a fabricação do An-225.

    Contudo, a produção em série deste avião complexo é uma tarefa extremamente difícil até para os líderes nessa área – tais como AVIC ou Boeing, ou OAK russa. Outra grande questão é a fabricação de motores, processo que vai requerer muito tempo.

    Levando em consideração o acima mencionado, o cenário mais provável será que a China compre o modelo do An-225 que está sendo usado junto com a documentação para esse avião. Os documentos deverão servir de ajuda no desenvolvimento de aviões superpesados chineses, comparáveis com o An-124 da empresa Antonov e o C-5A Galaxy norte-americano.

    Já há muito tempo que a China tem cooperado com a estatal Antonov. A empresa ucraniana desempenhou um importante papel na modernização dos aviões de transporte Y-8, Y-9 e Y-20.

    O avião gigante An-225 Mriya ("sonho", em ucraniano) foi construído na Ucrânia durante os tempos soviéticos e hoje existe somente um só exemplar.

    O An-225 foi desenvolvido ainda na URSS com o objetivo de ser uma componente importante do programa espacial soviético.

    Mais:

    China faz progressos significativos no suporte logístico de seus porta-aviões
    Rússia e China avançam cooperação sobre sistema antimísseis
    Tags:
    contrato, fabricação, transferência, transporte, avião, OAK, Boeing, Antonov, URSS, Ucrânia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar