23:55 15 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Porta-helicópteros da classe Mistral

    Marinha da Rússia já definiu características do futuro porta-helicópteros

    © Sputnik / Alexey Danichev
    Defesa
    URL curta
    0 151
    Nos siga no

    Especialistas da Marinha russa prepararam uma missão técnica para o aprimoramento do porta-helicópteros que substituirá o Mistral francês, anunciou o vice-comandante da Marinha da Rússia Victor Bursuk.

    O desenvolvimento do novo navio começou após o fracasso do contrato com a França, que devia construir dois porta-helicópteros para a Rússia. O contrato, no valor de 1,2 bilhões de euros (R$ 4,3 bilhões) tinha sido concluído no início de 2011 entre a russa Rosoboronexport e a DCNS/STX francesa.

    O primeiro navio, chamado "Vladivostok", deveria ter sido entregue pela França em novembro de 2014, mas devido à crise na Ucrânia o presidente François Hollande decidiu suspender o contrato. No início de agosto de 2015, Moscou e Paris romperam o acordo. Como resultado, ambos os porta-helicópteros foram comprados pelo Egito por 950 milhões de euros (R$ 3,4 bilhões).

    Depois de dissolução do contrato, os representantes da Marinha russa e do complexo militar-industrial têm afirmando repetidamente que na Rússia será desenvolvido um análogo nacional aos navios franceses, que os superará em algumas características.

    Mais:

    Conheça o poderoso navio russo que vai substituir os Mistral
    Rússia constrói novo navio de assalto anfíbio para substituir Mistral
    Egito conclui primeiros testes do porta-helicóptero Mistral
    Tags:
    indústria militar, porta-helicópteros, Mistral, Egito, França, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar