18:10 21 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Soldado russo equipado com Ratnik

    Soldados russos serão capazes de falar com equipamentos por input vocal

    © Sputnik/ Alexey Filippov
    Defesa
    URL curta
    0 181

    O equipamento de combate russo Ratnik vai ser dotado até o fim de 2019 de um sistema de reconhecimento de voz, o que deve aumentar o desempenho militar dos soldados.

    Numa entrevista à Sputnik, o chefe da empresa russa "Tintan-serviço informático" Konstantin Lamin revelou informações sobre a nova tecnologia que vai ser desenvolvida no domínio militar na Rússia.

    Um soldado mostra equipamento militar Ratnik no âmbito de exercícios militares na região de Moscou.
    © Sputnik/ Alexey Filippov
    Um soldado mostra equipamento militar Ratnik no âmbito de exercícios militares na região de Moscou.

    "Esta tecnologia permitirá ganhar segundos muito importantes no campo de batalha para salvar as vidas de nossos soldados", comunicou ele. 

    Ele comparou o sistema de reconhecimento de voz do equipamento com o fone de ouvido que permite a realização de conversa telefônica no volante, o que vai diminuir consideravelmente os riscos de acidentes. 

    "A opção do input vocal permite ao soldado a se concentrar no combate e, ao mesmo tempo, se mover, disparar, observar o inimigo e dar ordens a um computador", explicou ele.

    Além disso, o soldado vai ser capaz de comunicar com os companheiros de equipe, dar ordens, ouvir conselhos através do sistema avançado e receber mensagens eletrônicas. 

    Os pesquisadores também querem desenvolver um sistema de controle por gestos.

    O equipamento de combate de segunda geração Ratnik combina armas ligeiras modernas, dispositivos da defesa, bem como meios de reconhecimento e comunicação.

    Mais:

    Exército russo receberá 5.000 peças de novo equipamento militar até 2020
    Mídia dos EUA: Equipamento militar russo é mais avançado do que o Ocidente pensa
    Tags:
    defesa, vantagens, exército, soldados, modernização, equipamento militar, ratnik, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik