13:58 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Teias de aranha

    Aranhas podem proteger militares dos EUA

    © flickr.com/ Roman Vanur
    Defesa
    URL curta
    0 90240

    As Forças Armadas dos EUA assinaram recentemente um contrato para desenvolver coletes à prova de balas a partir de <...> teias de aranha geneticamente modificada, informou nesta quinta (14) a agência Daily Mail.

    As características da teia de aranha não deixam de surpreender os cientistas. De acordo com os resultados dos testes, ela é cinco vezes mais resistente do que o aço da mesma espessura, é resistente à água e pode esticar até 40% sem se romper.

    ​No entanto, a produção em massa não é uma tarefa fácil, por causa do comportamento "canibal" das aranhas, que não permite as misturar de forma amigável umas com as outras. Estas são as razões pelas quais a empresa Kraig Biocraft está tentando inserir DNA de aranhas em bichos-da-seda. A ideia é verificar se eles poderiam produzir algo parecido.

    Assim, o principal objetivo do desenvolvimento da "seda dragão" é substituir o material kevlar, que limita os movimentos das tropas. Enquanto isso, a "seda dragão" oferece uma maior amplitude de movimento e permite desenvolver coletes à prova de balas que protejam não somente o tronco, mas também as extremidades, relatou a mídia.

    O valor do contrato estima-se em US $ 100 mil (cerca de R$ 350 mil), mas, se a empresa for bem sucedida na criação de protótipos, o Pentágono poderia aprovar um orçamento de US $ 900 mil (cerca de R$ 3 milhões).

    Mais:

    Artilharia russa faz ensaios de campo de novas armas
    Forças Nucleares Estratégicas da Rússia recebem novas armas
    Poroshenko: EUA decidem enviar novas armas para a Ucrânia
    Tags:
    aranhas, desenvolvimento, DNA, produção, teste, cientistas, Forças Armadas, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik