07:35 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema de defesa antimíssil THAAD

    Sistema de defesa antimíssil THAAD protegerá 2/3 do território da Coreia do Sul

    CC BY 2.0 / U.S. Missile Defense Agency / 2013_THAAD_FTO-01_1B
    Defesa
    URL curta
    957
    Nos siga no

    O sistema de defesa antimíssil americano THAAD vai proteger até 2/3 do território da Coreia do Sul contra mísseis norte-coreanos, anunciou nesta quarta (13) um representante do Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

    "A instalação do sistema THAAD na região de Seongju garantirá a segurança de metade ou dois terços do território da República da Coreia" disse ele, citado pela agência de notícias Yonhap.

    O alcance máximo dos mísseis do sistema THAAD americano não excederá 200 km, informou a agência.

    ​Segundo o representante do Ministério da Defesa, o deslocamento do sistema THAAD vai proteger as usinas nucleares, tanques de armazenamento de petróleo e as instalações militares sul-coreanas.

    Os planos para implantar o sistema de defesa antimíssil THAAD foram anunciados na semana passada. Em seu discurso à comissão parlamentar das relações exteriores, Yun Byung-Se observou que o THAAD "não está direcionado contra a China, a Rússia ou qualquer outro terceiro país. <…>Em particular, no que se refere à China e à Rússia <…> nós queríamos sublinhar que [a nossa decisão] é baseada no direito de nos defendermos de armas nucleares e de mísseis balísticos da Coreia do Norte, que estão aumentando em número diariamente".

    Na segunda-feira, a Coreia do Norte ameaçou com uma "ação física", em resposta a estes planos norte-americanos na Coreia do Sul.

    Mais:

    Coreia do Sul e EUA discutem locais para instalar sistemas THAAD
    Casa Branca: Sistema THAAD na Coreia do Sul não seria ameça à Rússia ou à China
    EUA garantem que mísseis THAAD na Coreia do Sul não serão dirigidos contra a China
    Tags:
    militares, depósito de petróleo, usina nuclear, ameaça, segurança, sistema antimísseis, THAAD, Yun Byung-se, EUA, Rússia, China, Coreia do Norte, Coreia do Sul
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar