06:52 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2543
    Nos siga no

    As decisões a serem tomadas na cúpula da OTAN vão obrigar a Rússia a “esquecer as ameaças à Polônia”, disse o ministro da Defesa polonês, Antoni Macierewicz, em uma entrevista à agência de notícias Associated Press.

    As decisões a serem tomadas na cúpula da OTAN vão obrigar a Rússia a “esquecer as ameaças à Polônia”, disse o ministro da Defesa polonês, Antoni Macierewicz, em uma entrevista à agência de notícias Associated Press.

    “A Rússia tem que se esquecer das ameaças feitas à Polônia, aos países europeus e a outros países do mundo”, ressaltou.

    De acordo com o ministro, apenas a demonstração de prontidão de defender as fronteiras é capaz de “conter com eficácia as intenções agressivas da Rússia”.

    Macierewicz acrescentou que, ao posicionar as tropas da OTAN no seu território, Varsóvia se tornaria um membro pleno da aliança militar que, segundo disse, tem sido sua aspiração ao longo dos últimos setenta anos.

    O ministro da Defesa da Polônia é conhecido por suas declarações agressivas. Anteriormente ele propôs à aliança “impedir que a Rússia dê passos agressivos e imprudentes” e chamou Moscou “a maior ameaça para o mundo”. Ao mesmo tempo, o ministro afirmou que um batalhão da OTAN seria suficiente para conter a “agressão russa”.

    A cúpula dos países-membros da OTAN será realizada em Varsóvia nos dias 8 e 9 de julho. Espera-se que os delegados aprovem a decisão de deslocar quatro batalhões para a Polônia e região do Báltico.

    As autoridades russas têm afirmado repetidamente que Moscou não pretende aumentar a tensão com o Ocidente mas que está pronta a tomar medidas com o objetivo de garantir a sua segurança.

    Mais:

    Exercícios da OTAN na Polônia são 'absolutamente insensatos'
    Ministro da Defesa da Polônia declara Rússia como a maior ameaça do mundo
    De novo: Polônia discute sistema de defesa aérea com OTAN
    Tags:
    aliança militar, cúpula, OTAN, OTAN, Antoni Macierewicz, Varsóvia, Polônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar