09:09 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Tropas chinesas

    Forças chinesas perto de Moscou: iniciados ensaios conjuntos

    © Foto: Xinhua/Li Xiang
    Defesa
    URL curta
    142160331

    Os exercícios russo-chineses, com a participação da Guarda Nacional da Rússia e da Polícia Armada do Povo chinesa (PAP) começaram na região de Moscou no domingo (3).

    Os exercícios táticos de larga escala estão sendo realizados entre 3 e 14 de julho, nas regiões russas de Moscou e Smolensk. Dos treinos participam as unidades da PAP Leopardo-das-Neves e Falcão, bem como a unidade Vityaz da Guarda Nacional russa, comunica a agência de notícias RIA Novosti.

    "As relações de boa vizinhança entre os nossos países são uma linha estratégica. Hoje, começamos uma nova etapa da cooperação. Estamos satisfeitos de ter relações amigáveis com o nosso parceiro e estamos prontos para realizar tarefas comuns", disse o chefe do Estado-Maior da Guarda Nacional, general Sergey Chenchik.

    Vladimir Putin visita a República Popular da China, em 25 de junho, 2016
    © Sputnik/ Michael Klimentyev
    O homólogo chinês de Chenchik disse que as forças policiais dos dois países estão realizando o seu terceiro exercício conjunto e trabalham para melhorar a compreensão mútua e a segurança em um cenário de ameaça terrorista regional.

    As unidades usarão baterias de morteiros, helicópteros de transporte Mi-8 e veículos blindados.

    A Guarda Nacional da Rússia foi formada em abril e integra uma gama de forças de segurança interna, ocupando-se da segurança das fronteiras, combate ao terrorismo, criminalidade organizada, proteção da ordem pública, instalações do Estado e controle de armas. A Polícia Armada Popular da China é uma organização de aplicação da lei responsável pelo policiamento civil.

    Mais:

    Xi Jinping anuncia a principal ameaça para a China
    Líder chinês quer criar exército moderno, capaz de vencer
    Tags:
    exercício militar, Guarda Nacional, Rússia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik