01:32 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    22300
    Nos siga no

    O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou uma inspeção à prontidão operacional das Forças Armadas e seus arsenais, afirmou o Ministro da defesa da Rússia, Sergei Shoigu nesta terça (14).

    Ministro da Defesa da Rússia Sergei Shoigu
    © Sputnik / Aleksandr Vilf
    Ministro da Defesa da Rússia Sergei Shoigu

    "Para analisar a prontidão do Exército para mobilização, a partir das 7h00 de 14 de junho, de acordo com a ordem do comandante supremo das Forças Armadas da Rússia, terá início uma inspeção sem aviso prévio, que avaliará alguns arsenais, equipamentos militares, armamentos e o comando militar", disse Shoigu.

    Ele também observou que "é importante a prestar uma atenção especial à mobilização das forças armadas, ao estado das unidades de reserva, dos arsenais de armamentos e equipamento militar".

    De acordo com o ministro, durante a inspeção os especialistas vão analisar os problemas de coordenação entre o exército, as autoridades locais e os escritórios de recrutamento e a capacidade deles organizarem centros móveis de comando e controle.

    Ele acrescentou que a inspeção vai durar até 22 de junho.

    ​A prática de inspeções de prontidão operacional sem aviso prévio, que foi interrompida depois do colapso da URSS, foi retomada após Shoigu se tornar ministro da defesa em 2012.

    A última inspeção foi realizada em fevereiro nos distritos militares do sul e centro da Rússia. Assim, de acordo com o ministro, os militares confirmaram sua disponibilidade para responder a crises potenciais.

    Mais:

    Rússia entrega sistemas de defesa S-300 ao Cazaquistão
    Rússia coloca em órbita satélite para seu Ministério da Defesa
    Hollande: Sistema de defesa antimísseis da OTAN não é ameaça para a Rússia
    Tags:
    arsenais, mobilização, treinamento militar, equipamento militar, Exército, inspeção, Ministério da Defesa (Rússia), Sergei Shoigu, URSS, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar