02:09 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Submarinos russos Vyborg e Stary Oskol durante o ensaio general antes da parada militar em comemoração do Dia da Marinha russa, Baltiysk, Rússia, maio de 2016

    'Seria estranho se Reino Unido e OTAN não tivessem detectado o submarino russo'

    © Sputnik/ Igor Zarembo
    Defesa
    URL curta
    104784361

    O Ministério da Defesa russo expressou sua perplexidade em relação às informações difundidas pela mídia internacional sobre o fato de um submarino russo ter sido detectado no mar do Norte.

    "O submarino diesel-elétrico Stary Oskol, do projeto 636.3, depois do fim dos treinamentos com as frotas do Báltico e do Norte, realizava uma passagem planejada para seu local de estacionamento permanente na Frota do mar Negro. O submarino navegava de forma independente à superfície e acompanhado pelo rebocador Altai. O Ministério da Defesa russo ficou surpreendido que para detectar um submarino seguindo em posição emersa em baixa velocidade, acompanhado por um rebocador, tenham sido precisos esforços conjuntos da Marinha Real Britânica e dos aliados da OTAN", declarou o ministério.

    Marinheiros das Frotas do Norte e do Pacífico da Marinha da Rússia durante uma cerimônia solene após as manobras Vostok 2010.
    © Sputnik/ Vitaliy Ankov
    O ministério disse também que seria estranho se a Marinha Real Britânica e seus aliados da OTAN não reparassem no submarino que foi cumprimentado, segundo a antiga tradição marítima, pelos navios mercantes de vários países no mar de Barents, do Norte e da Noruega ao longo de vários dias.

    Antes, o canal televisivo SkyNews tinha informado que a Marinha britânica acompanhava um submarinho russo detectado no mar do Norte através de esforços conjuntos dos aliados da OTAN. O ministro da Defesa britânico afirmou que o incidente indica que a Marinha do Reino Unido está vigilante e preparada para "proteger o Reino Unido de ameaças potenciais".

    O presidente do Movimento russo de apoio à Marinha, o marinheiro russo Mikhail Nenashev, disse que toda essa situação teve um pretexto político. Na sua opinião, uma das razões de ter havido uma reação tão agitada à passagem do submarino russo pode ter que ver com as discussões sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia que decorrem no país.

    "Agora a situação em torno do refendo sobre o futuro do Reino Unido na União Europeia está praticamente em um impasse e os apoiantes de [primeiro-ministro britânico David] Cameron tentam, através da mídia, ocultar esse assunto demonstrando que alegadamente há uma ameaça e que o Reino Unido precisa dos seus aliados na União Europeia para a superar", afirmou o especialista.

    Segundo a SkyNews, um navio britânico também acompanha o submarino russo.

    Os testes do submarino destinado à Frota do mar Negro terminaram em 1 de junho. Durante os treinamentos o navio fez uma série de imersões profundas e lançamentos de mísseis e torpedos na base da Frota do Norte russa.

    Mais:

    Aviação Naval russa recebe 60 poderosos caças Su-30SM
    Pentágono anuncia duas missões de vigilância antissubmarino no Mar Negro
    Mídia: novos torpedeiros da Rússia vão superar quaisquer navios de guerra dos EUA
    Marinha da Rússia recebe novos submarinos nucleares estratégicos da classe Borei
    Tags:
    Marinha, frota, submarino, OTAN, Reino Unido, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik