15:33 03 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    11311
    Nos siga no

    Os comandantes da OTAN recomendam deslocar batalhões multinacionais para vários países da Europa Oriental, afirmou Jens Stoltenberg, o secretário-geral da OTAN nesta quarta (18).

    Segundo ele, se trata dos países bálticos.

    "Nós ainda não tomamos uma decisão final, estamos estudando atualmente as variantes, a decisão final será tomada na cúpula da Aliança em julho," — disse Stoltenberg.

    Presidente da Polônia, Andrzej Duda
    © REUTERS / Slawomir Kaminski/Agencja Gazeta
    Ao mesmo tempo, ele observou que a ampliação da presença militar da Aliança nos países bálticos acontecerá de acordo com o Ato Fundamental sobre Relações Mútuas, Cooperação e Segurança entre a OTAN e a Rússia.

    Como foi relatado antes, a Aliança planeja deslocar para a Europa Oriental quatro batalhões (dois dos EUA e dois da Alemanha e Reino Unido).

    Em janeiro de 2015, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, confirmou os planos de criação de postos de comando e de forças de reação rápida em seis países da Europa Oriental (Estônia, Letônia, Lituânia, Romênia, Polônia e Bulgária).

    Segundo Stoltenberg, o "conceito estratégico" de sua organização não sofreu mudanças em relação à Rússia. Ele ressaltou que a OTAN não busca "um confronto" nem pretende fomentar "uma nova corrida armamentista".

    A OTAN tem falado várias vezes sobre a intenção de deslocar suas tropas para a Europa Oriental. Por sua vez, Moscou expressou o descontentamento com as iniciativas da Aliança destinadas ao aumento da presença militar na fronteira com a Rússia, e afirmou que tais ações são uma ameaça aos seus interesses e segurança nacional.

    Mais:

    OTAN lança DAM na Romênia e diz que ‘não quer guerra fria’
    Estônia pede para que a OTAN mantenha seus pesados equipamentos militares por perto
    Conheça a maneira de 'copiar e colar' da OTAN
    Tags:
    tropas, confronto, corrida armamentista, OTAN, Jens Stoltenberg, Bulgária, Letônia, Lituânia, Romênia, Polônia, Estônia, Alemanha, Grã-Bretanha, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar