07:46 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Ator americano Steven Seagal com a pistola de Serdyukov

    Engenheiro russo desenvolve pistola mais eficaz do mundo

    © Sputnik / Ramil Sitdikov
    Defesa
    URL curta
    Defesa da Rússia (214)
    41914
    Nos siga no

    Um correspondente da Sputnik falou com o criador desta pistola única para saber a sua opinião sobre uma história curiosa: uma vez, as balas desta pistola perfuraram os coletes balísticos americanos – e agora ela é proibida nos EUA.

    O engenheiro russo criou, ainda nos tempos soviéticos, uma pistola totalmente de fabrico nacional que ainda é usada pelos serviços secretos, inclusive pelo serviço de segurança do presidente russo, sendo proibida oficialmente nos EUA.

    É geralmente sabido que as famosas pistolas russas Tokarev TT e PM (pistola Makarov) não podem ser consideradas completamente russas – foram criadas com base nos modelos Browning e Walter. Mesmo tendo em conta as vantagens dos modelos russos, com o aparecimento dos equipamentos de proteção individual, a sua eficácia se tornou menor.

    Então, o engenheiro Pyotr Serdyukov desenvolveu a pistola que atualmente leva o seu nome e que não só é melhor, como é única.

    Pyotr Serdyukov
    © Foto / TSNIITOCHMASH
    Pyotr Serdyukov

    O jornalista da Sputnik falou com Serdyukov e notou a extrema modéstia para um homem que criou uma arma sem análogos. Perguntado sobre o lucro que recebeu por desenvolver tal armamento, o construtor sublinhou que nunca pensou em ser rico em outro país.

    “Sinto-me bem aqui”, disse.

    A pistola de Serdyukov é bastante elegante, se uma arma pode ser chamada assim. Aqueles que já a usaram notam também que a arma é muito fácil de utilizar, prática, além de ser muito segura.

    Há também um fato pouco conhecido sobre a pistola. Em 1997, nos EUA, em um dos polígonos de fuzileiros navais, estavam sendo realizadas mostras de novas armas portáteis, desenvolvidas pela empresa russa TSNIITOCHMASH.

    Durante a mostra, representantes dos serviços secretos russos mostraram aos seus colegas americanos a pistola de Serdyukov, e pediram para usar os coletes balísticos americanos para testes de resistência. Todos os coletes foram perfurados.

    Pistola de Serdyukov
    Pistola de Serdyukov
     Quando o jornalista da Sputnik contou essa história a Serdyukov, este notou:

    “Em 1997 eu estava lá pessoalmente. Sei lá se eles ficaram surpreendidos, eles estavam trabalhando e olhando, não sei necessariamente se eles ficaram surpreendidos, mas sim nos elogiaram e disseram que [a pistola] funciona bem”.

    Falando sobre outro famoso criador de armas Kalashnikov e sobre o papel dos criadores de armas em geral, o entrevistado notou:

    “Na altura era necessário desenvolver armas, e elas foram desenvolvidas. Isso não foi feito só por Kalashnikov. Estavam envolvidas muitas estruturas, o nosso instituto também participou. Não se pode dizer que foi uma única pessoa. Foi colocado o objetivo – era preciso fazer uma nova arma e o país fez”, disse.

    Há informações que, atualmente, com base na Serdyukov está sendo criado um novo modelo de pistola, ainda mais moderna e poderosa.

    Esta arma única não é produzida em massa, só para determinados grupos de funcionários de tais estruturas militares russas como o Serviço Federal de Guarda (FSO, na sigla em inglês), o Ministério do Interior e o Serviço Federal de Segurança (FSB).

    A pistola usa uma bala especial de calibre 9х21 mm. O alcance de tiro da arma com esta bala é 100 metros. Nesta distância, os coletes balísticos, que são feitos de placas de titânio de 1,4 mm e 30 camadas de kevlar ou placas de aço de 4mm, podem ser perfurados.

    Tema:
    Defesa da Rússia (214)
    Tags:
    defesa, armas, inovação, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar