05:41 18 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Sukhoi SU-35

    América Latina é mercado prioritário para fabricante russa de armamento

    © Foto: JSC Sukhoi Company
    Defesa
    URL curta
    39340

    A Rostec, corporação estatal da Federação da Rússia que desenvolve, fabrica e exporta produtos industriais de alta tecnologia para uso civil e militar, vai participar da Feira Internacional do Ar e Espaço (Fidae 2016), um dos maiores eventos de aviação e de defesa do mundo, que ocorrerá de 29 de março a 3 de abril em Santiago, no Chile.

    Entre as novidades, os destaques são os caças MiG-29M/M2 e Su-30MKI; a aeronave Su-35 com alto nível de manobras; o jato de treinamento e combate Yak-130; o sistema de artilharia antiaérea Pantsir-S1; o sistema de defesa Igla-S; os rifles Kalashnikov; e os helicópteros de transporte e combate das séries Mi e Ka.

    A corporação participará da Fidae com a presença das holdings Helicópteros da Rússia, Techmash e Kalashnikov, sob a organização da Rosoboronexport, braço da Rostec e única importadora e exportadora de produtos militares da Rússia. No total serão ofertados mais de 350 exemplos de técnica de aviação, sistemas de defesa, armas de destruição e outros tipos de armamentos militares. 

    “A participação na Fidae, uma das maiores feiras de defesa da América Latina, permite à Rostec confirmar sua posição de companhia líder na produção e exportação de produtos militares da Rússia. Atualmente a área militar corresponde a 60% de toda a produção da corporação”, afirma Sergey Chemezov, CEO da Rostec.

    “Embora a estratégia de desenvolvimento da Rostec esteja focada em figurar entre as sete maiores corporações industriais do mundo até 2025 – através do desenvolvimento e criação de produtos civis inteligentes –, seguimos com a tarefa do cluster de ‘armamentos’ de manter a competitividade dos produtos, gerar receitas, garantir a realização dos contratos de colaboração técnica-militar e desenvolver projetos de alta tecnologia”, explica o executivo.

    “Neste sentido, a Rostec aposta na América Latina como um dos mercados prioritários para exportação de tecnologia russa, oferecendo em geral os sistemas integrados de segurança, além dos produtos de defesa antiaérea e de aviação reconhecidos a nível mundial”, conclui.

    A carteira de pedidos de exportação da Rosoboronexport já supera atualmente US$ 45 bilhões, e a América Latina representa apenas 9% das entregas feitas pela companhia. A expectativa é de que a cifra aumente nos próximos anos graças ao forte interesse dos países da região por produtos nas áreas de aviação e defesa antiaérea.

    Durante as negociações com representantes da América Latina, as holdings da Rostec irão oferecer não apenas o fornecimento de produtos militares e de duplo uso, como também o aprimoramento do serviço de pós-venda e o estabelecimento da produção em conjunto com as nações da região. O objetivo principal – e que integra a estratégia da corporação – é ampliar e fortalecer a colaboração com os países latino-americanos no longo prazo.

    Mais:

    Sucesso dos caças Su-35 na Síria atrai novos compradores
    Tags:
    Pantsir S-1, artilharia, produtos militares, armamentos, feira de segurança, caças russos, Vertolyoty Rossii (Helicópteros da Rússia), Consórcio Kalashnikov, Rosoboronexport, Rostec, América Latina, Chile, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar