08:53 18 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    21613
    Nos siga no

    A Rússia não tomou uma decisão de instalar armas nucleares na Crimeia, embora tenha o direito de fazê-lo ali, bem como em qualquer outra parte do seu território, disse o presidente do Comitê de Defesa e Segurança do Conselho de Federação da Rússia (câmara alta do parlamento russo), Viktor Ozerov.

    “Não foi tomada uma decisão de instalar, pelo menos, armas nucleares terrestres na Crimeia. Entretanto, a Rússia como país soberano, de acordo com as normas correspondentes do direito internacional e os seus interesses de segurança nacional, tem o direito de instalar armas nucleares <…> onde quer que consideremos necessário no nosso território. E a Crimeia é, sem dúvida, parte da Rússia”, disse o senador.

    Ozerov destacou que a instalação de armas nucleares pela Rússia no seu território “não gera obrigatoriamente uma ameaça aos países vizinhos”.

    “Armas nucleares são armas de contenção, são a base da soberania da Rússia. Não tencionamos ameaçar ninguém com elas”, disse Ozerov.

    Na terça-feira (16), o presidente ucraniano Pyotr Poroshenko adotou uma nova concepção de segurança e defesa da Ucrânia, segundo a qual a principal ameaça para a Ucrânia parte da Rússia. Tal ameaça proviria, segundo as autoridades ucranianas, do reforço de forças militares russas perto da fronteira entre os dois países e da instalação de armas nucleares táticas na península de Crimeia.

    Tags:
    interesse nacional, segurança, defesa, armas nucleares, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar