03:37 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Caça americano F-35 (centésimo voo)

    EUA: Força Aérea inclui cinco caças F-35 em lista de US$ 7,2 bilhões

    CC BY 2.0 / Samuel King Jr / F-35 100th flight
    Defesa
    URL curta
    221710

    A Força Aérea dos Estados Unidos está pedindo ao Congresso que restaure financiamento para mais cinco caças F-35 Lightning II e oito aviões de transporte C-130J Super Hercules que foram retirados do orçamento de 2017, segundo relatos da imprensa.

    O Congresso dos Estados Unidos pede uma “lista de prioridades sem financiamento” de cada força armada todos os anos, e legisladores têm a opção de aprovar fundos adicionais para os itens selecionados ou ignorar totalmente os pedidos.

    “A Força Aérea pediu US$ 7,2 bilhões no total, incluindo US$ 2,9 bilhões para recuperar a capacidade que foi cortada no pedido orçamentário do ano fiscal de 2017 devido a recursos limitados”, relatou o site Defense News nesta sexta-feira.

    “A Força Aérea também quer US$ 8 milhões para upgrades de sua frota de caças F-16 de quarta geração, US$ 1,2 bilhão para restaurar infraestrutura crítica e US$ 145 milhões para elevar o número de soldados para 321 mil”, relatou o Defense News.

    O caça F-35 é a aeronave militar mais cara já desenvolvida, com um custo final estimado de US$ 400 bilhões — o dobro do estimado originalmente.

    A lista de problemas do F-35 inclui falhas nos sistemas hidráulico e de combustível, visibilidade limitada no cockpit, radar falho e assentos ejetáveis que não funcionam. A frota inteira foi proibida de decolar em 2014, após um motor pegar fogo enquanto um piloto se preparava para uma decolagem em um teste.

    Mais:

    EUA fornecerão caças F-35 a Israel a partir de 2016
    Noruega decide comprar F-35 devido à ‘ameaça russa'
    Rússia desenvolve drone para 'caçar' o F-35
    Mídia: Austrália se preocupa com inferioridade do F-35 perante caça russo T-50
    Tags:
    caça, Defesa, orçamento, lista, Super Hercules, C-130J, F-35, F-35 Lightning II, Força Aérea, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar