07:59 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    4270
    Nos siga no

    O porta-voz do Distrito Militar do Leste do Ministério da Defesa da Rússia, capitão Roman Martov, afirmou nesta quinta-feira (29) que os militares do regimento de mísseis superfície-ar da Península de Kamchatka, no Extremo Oriente, passará por um treinamento especial para dominar o sistema de defesa aérea avançado Pantsir-S.

    “Mais de 30 pessoas aprenderão os procedimentos de operação e uso em combate dos novos sistemas de armas. O curso terá dois meses de duração. Após a primeira turma, um outro grupo de militares do mesmo regimento começará o curso”, disse Roman Martov.

    Durante o curso de formação, os futuros especialistas examinarão a configuração das novas armas, as regras do seu funcionamento em várias condições climáticas e a manutenção e reparação dos novos sistemas de mísseis antiaéreos.

    Segundo Martov, os complexos de mísseis e armas antiaéreas Pantsir-S serão implantados naquela região para proteger as fronteiras do Nordeste da Rússia junto com sistemas de defesa de mísseis S-400 Triumf.

    O Pantsir-S (SA-22 Greyhound, na classificação da OTAN) é um sistema de mísseis superfície-ar e artilharia antiaeronaves russo de curto e médio alcances que entrou primeiro serviço em 2012 e irá substituir gradualmente a arma antiaérea automotora Tunguska. A troca faz parte do programa de rearmamento que a Rússia está passando e cujo orçamento é de US$ 325 bilhões. Serão modernizados 70% dos armamentos do país até 2020.

    Tags:
    capacitação, curso, complexo, sistema antiaéreo, modernização, artilharia, treinamento, míssil, SA-22 Greyhound, Tunguska, S-400, Pantsir, Distrito Militar do Leste, OTAN, Ministério da Defesa, Península de Kamchatka, Extremo Oriente, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar