15:51 11 Julho 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    91528
    Nos siga no

    Os militares americanos e seus serviços de inteligência expressaram preocupação com supostas "atividades agressivas" realizadas por navios russos perto de importantes cabos de comunicação submarinos que garantem a maior parte do serviço de internet no mundo, segundo reporta o jornal The New York Times.

    "Cada dia me preocupa mais o que os russos podem fazer", disse ao jornal o comandante da flotilha submarina dos EUA, Frederick J. Roegge. 

    A publicação destaca que a maior preocupação não está no fato de que a Rússia esteja em condições de interceptar os dados transmitidos pelos cabos — essa possibilidade foi estudada e descartada pelos serviços de inteligência dos EUA durante a Guerra Fria —, mas na hipóteses de que a Rússia pode atacar os cabos em caso de um conflito.

    Um ataque deste tipo interromperia de uma só vez toda a comunicação, deixando desconectadas as instituições econômicas do país, assim como a população. O jornal aponta que, embora não exista nenhuma prova de danos a cabos, uma grupo de militares de alta patente nos EUA expressa sua crescente preocupação sobre a questão.

    Todas as informações relacionadas às atividades militares navais da Rússia são ocultadas pelo Pentágono e pelos serviços de inteligência, assim como são sigilosas as medidas que os EUA tomariam no caso de um eventual ataque russo.

    O New York Times cita dados do mês passado sobre o navio de pesquisa científica russo Yantar que, dotado de dois equipamentos imersão profunda, se deslocava lentamente da costa leste dos EUA rumo a Cuba, onde se encontra um dos cabos mais importantes, localizado próximo da base naval de Guantánamo.

    A embarcação foi seguida por satélites, navios e aviões. O Pentágono declarou que navios dessa classe podem facilmente cortar cabos de comunicações — inclusive em grandes profundidades.

    Mais:

    Rússia quer determinar o futuro tecnológico do mundo
    Rússia e Índia estão prestes a criar caça de 5ª geração
    Rússia não planeja abrir base militar em Cuba
    Política francesa: A Rússia "tem todo o direito de intervir na Síria"
    Bagdá dá luz verde à Rússia para bombardear terroristas no Iraque
    Tags:
    cabos submarinos, cabos, comunicações, navios, Internet, Yantar, The New York Times, Pentágono, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar