04:14 25 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    0 430
    Nos siga no

    Movimentação começa após o Reino Unido pedir escolta a seus navios, afirma o coronel do exército Steve Warren.

    Navios de guerra dos Estados Unidos começaram a acompanhar embarcações comerciais britânicas no Estreito de Hormuz, afirmou um porta-voz do Pentágono nesta segunda-feira.

    O Departamento de Defesa dos Estados Unidos não descarta a possibilidade de embarcações de outros países receberem escoltas semelhantes. No dia 28 de abril, vários navios de patrulha da Marinha do Irã se aproximaram da embarcação de carga Maersk Tigris, com bandeira das Ilhas Marshall, em águas iranianas. O navio foi encaminhado a um porto no Irã.

    O Maersk Tigris foi abordado a pedido da Organização Marítima e de Portos do Irã por causa de discordâncias financeiras com o dono do navio. No dia 29 de abril, o ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, afirmou que o navio foi abordado legalmente, de acordo com uma ordem judicial.

    O incidente aconteceu em meio a tensões no Mar Arábico, onde um navio de carga iraniano que rumava ao Iêmen foi desviado a leste após os Estados Unidos movimentarem vários navios de guerra. Washington alegou que o Irã poderia estar tentando fornecer armas a rebeldes houthis no Iêmen — violando um embargo imposto pela ONU.

    Mais:

    Irã libera navio cargueiro das Ilhas Marshall
    Países africanos querem um 'Plano Marshall' para se recuperar do ebola
    Tags:
    escolta, Marinha, navio cargueiro, Irã, Reino Unido, EUA, Iêmen
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar