22:18 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Edward Snowden

    À prova de Snowden? NSA tenta impedir vazamentos futuros

    © REUTERS / Glenn Greenwald/Laura Poitras/Courtesy of the Guardian/Handout via Reuters
    Defesa
    URL curta
    0 210

    A Agência Nacional de Segurança dos EUA - notória por vigiar os cidadãos e o público em geral - agora irá monitorar seus próprios empregados para se precaver contra outro vazamento como aquele perpetrado por seu ex-prestador de serviços, Edward Snowden.

    Após Snowden começar a vazar informações ultra-secretas dois anos atrás, a NSA iniciou um programa do tipo cloud (nuvem) de armazenamento único em seu sistema. Apesar do armazenamento em um só lugar parecer contra-intuitivo, a agência acredita que com isso irá controlar que analistas poderão ter acesso às informações.

    Cada informação da agência nos últimos dois anos está sendo marcada de acordo com a procedência e quem será autorizado a vê-la, tudo como preparação para a transição para o sistema "nuvem" que a agência fará, segundo reportado pelo Nextgov.

    De acordo com o chefe de informação da NSA, Lonny Anderson, a informação na nuvem não aparece para os analistas caso estes não sejam autorizados, treinados ou liberados para vê-la.

    "Enquanto colocar a informação em um ambiente do tipo nuvem potencialmente dá aos internos a oportunidade de roubar mais", conta Anderson ao Nextgov, "ao focar em assegurar a informação a um nível celular e marcar toda a informação e o indivíduo, nós podemos realmente ver que informação e quem a está acessando, e o que faz com ela, e nós podemos ver isso em tempo real. Então acreditamos que isto na realidade aumenta nossa capacidade."

    O estrategista de nuvem da NSA, Dave Hurry acrescenta: "Nós não deixamos as pessoas verem tudo; elas apenas vêem a informação que estão autorizadas a ver."

    Anteriormente, os repositórios de informação da NSA continham "log files" (ficheiros ou arquivos de registro) que tinham que ser manualmente revisados — uma enorme tarefa que permitiu a Sonwden ser indetectável enquanto passava meses indo por múltiplos sistemas da NSA.

    O GovClous automatiza estes processos de monitoramento e alerta o pessoal da rede de segurança sempre que um usuário tentar "exceder os limites de autoridade", disse Anderson, acrescentando que o sistema, se estivesse operacional a dois anos atrás, teria impedido Snowden.

    "O sistema [GovClous] poderia impedir isso", afirmou Anderson. "Mas o que ele teria imediatamente feito seria alertar a nossa rede de segurança que alguém estava puxando uma grande quantidade de informação."

    Ainda, a NSA alega que seu GovCloud também estará em conformidade com as leis que regem a preservação de informação ou retenção — apesar de apenas a agência ser que de fato sabe se está cumprindo a estas leis ou não.

    Três semana atrás, a NSA transferiu três dos maiores sistemas de dados para o ambiente da nuvem — um movimento que Anderson chamou de "um grande passo a frente."

    Aqueles velhos servidores — alguns dos quais contêm décadas de informação — serão destruídos e suas informações deletadas, disse Anderson.

    Tags:
    Agência Nacional de Segurança (NSA), Lonny Anderson, Edward Snowden, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik