03:55 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    2130
    Nos siga no

    Em tempos de discussões sobre coronavírus e sarampo, um longa-metragem produzido pela plataforma Bombozila pretende levar a sociedade a refletir sobre as consequências da precarização do sistema de saúde pública no Brasil.

    Dirigido pela profissional e pesquisadora em saúde pública Ellen Francisco, o documentário "Na fila do SUS" tenta abordar as mudanças no setor de saúde a partir de um processo identificado por seus idealizadores como uma deterioração das políticas sociais no país. 

    Longa-metragem 'Na fila do SUS' aborda precarização da saúde pública brasileira
    © Foto / Divulgação / Bombozila
    Longa-metragem 'Na fila do SUS' aborda precarização da saúde pública brasileira

    Para isso, a obra busca retratar supostos ataques ao Sistema Único de Saúde em três diferentes frentes e regiões.

    No Rio de Janeiro, denuncia o desmonte da atenção básica e o impacto nas Clínicas da Família, que atendem milhões de usuários e, em muitos casos, são o único recurso de cuidado da população. Em São Paulo, destaca a repressão à população em situação de rua e usuária de drogas, "diante da suspensão de políticas públicas de redução de danos, saúde mental e re-inclusão". E, na Amazônia, aborda o tema da saúde dos povos indígenas no contexto do avanço do agronegócio sobre áreas de preservação

    'Na fila do SUS', da plataforma Bombozila, tem lançamento previsto para junho de 2020
    © Foto / Divulgação / Bombozila
    'Na fila do SUS', da plataforma Bombozila, tem lançamento previsto para junho de 2020

    Além disso, o documentário aborda também a estrutura do poder político em torno dos planos de saúde privados, partidos, esquemas de corrupção e candidatos em campanha, pela visão de pesquisadores e acadêmicos que se dedicam a levantar dados sobre a saúde pública no país.

    "Precisamos urgentemente promover o debate sobre o desmonte do SUS no Brasil. Essa é uma situação alarmante e as pessoas precisam tomar conhecimento sobre o impacto disso na vida delas. O audiovisual é uma ferramenta importante para defender o direito à saúde porque estamos em um momento que doenças estão voltando, faltam leitos, medicamentos, é um cenário realmente complicado", afirma Ellen Francisco em nota enviada à Sputnik Brasil.

    Atualmente, "Na fila do SUS" se encontra em fase de campanha de financiamento colaborativo, com previsão de lançamento para junho de 2020, quando será disponibilizado gratuitamente na plataforma online Bombozila.com.

    Mais:

    Após polêmica, Ministro da Saúde afirma: 'SUS é um direito garantido'
    Fake news viram problema de saúde pública no Brasil
    Internautas aderem à 'quarta-feira sem Bolsonaro' para preservar saúde pública
    Tags:
    povos indígenas, Amazônia, São Paulo, Rio de Janeiro, filme, documentário, programas sociais, saúde pública, saúde, SUS, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar