17:12 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Jay-Z performs on the 4:44 Tour at Barclays Center on Sunday, Nov. 26, 2017, in Brooklyn, New York

    Estrela do Grammy, Jay-Z é atacado por Donald Trump nas redes sociais

    © AP Photo / Scott Roth/Invision
    Cultura
    URL curta
    414
    Nos siga no

    Na manhã deste domingo (28), Donald Trump criou polêmica após atacar o rapper norte-americano Jay-Z usando sua conta pessoal no Twitter.

    A crítica de Trump ao rapper teria sido direcionada a uma entrevista concedida pelo músico a uma rede de televisão norte-americana.

    Na entrevista, o rapper criticou declarações recentes do atual presidente nas quais ele chamou nações africanas e o Haiti de "países de m*rda".

    Jay-Z teria dito em referência à declaração que "todos sentimos raiva, mas depois da raiva é realmente doloroso, porque ele está olhando para toda uma população e está desinformado, porque esses lugares tem ótimas pessoas".

    O rapper ainda teria dito que as declarações revelam um problema de racismo que ainda aconteceria no país em situações privadas. Ele afirmou que medidas brandas sobre esses casos são como "espirrar perfume sobre uma lata de lixo", e que se você não retira o lixo, os insetos aparecem.

    Seguindo com a analogia, Jay-Z afirmou que esse perfume atrai insetos, e eventualmente pode criar "super insetos": "E então você cria super-insetos. E agora nós temos o super-inseto Donald Trump", disse rindo, acrescentando que era uma brincadeira, pois "Trump também é um ser humano".

    Na manhã seguinte à entrevista, Trump respondeu postando: "Alguém por favor informe Jay-Z que, devido às minhas políticas, o desemprego entre os negros atingiu a TAXA MAIS BAIXA DE TODOS OS TEMPOS".

    ​O tweet foi compartilhado mais de 40 mil vezes, colocando o assunto entre os mais comentados da rede social.

    Após a postagem, o apresentador do programa respondeu o tweet dizendo que ele mesmo já havia usado o dado em uma pergunta, ao que Jay-Z teria respondido que:

    "Não é questão de dinheiro no  final do dia […]. Dinheiro não é felicidade. Não é. Isso é perder de vista a questão. Você deve tratar as pessoas como seres humanos. Essa é a questão principal".

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar