16:45 12 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Uma noviça com velas em uma igreja na cidade russa de Rostov-no-Don

    'Mais lucrativo só vender heroína': como funciona a 'economia das velas' na Igreja?

    © Sputnik / Aleksandr Pogotov
    Cultura
    URL curta
    391
    Nos siga no

    Na Igreja Ortodoxa Russa é tradição as pessoas colocarem velas junto aos ícones quando fazem as suas preces.

    É verdade que a maioria de pessoas, entrando em uma igreja ortodoxa, primeiro se dirige para comprar velas em uma pequena banca no interior da igreja, e só depois começa a rezar ou a admirar os ícones. As velas são provavelmente o artigo de culto mais comprado nas igrejas ortodoxas. O autor Anton Skripunov escreve para a Sputnik sobre o custo real das velas e porque este artigo gera tanto lucro.

    "O preço de custo de uma vela é segredo comercial de um produtor. O preço tem em conta o custo das matérias-primas, da amortização da maquinaria, o custo do aluguel, o salário dos funcionários, dos impostos, de gastos suplementares e outros", explicou Aleksandr, diretor de uma pequena fábrica de velas na Rússia.

    Além disso, a produção de velas praticamente não tem resíduos – os tocos de velas são reutilizados, de acordo com publicações na rede, pelo menos na Rússia, os produtores compram-nos por 20 rublos por kg ($R 1). Segundo o autor do artigo, com cerca de 10 tocos é possível fazer uma vela.

    "O preço de custo de uma vela é menos do que 1 copeque russo [significa que gastando 25 centavos brasileiros você pode produzir quase 472 velas]. Mas o custo de só uma vela na igreja é de 5 até 10 rublos [25-50 centavos brasileiros]", conta um pároco anónimo de uma igreja russa.

    O pároco brinca que "uma vela cede em termos de lucro apenas para a heroína".

    O processo da produção de velas destinadas às igrejas é bastante simples. Os pavios das futuras velas são baixados aos poucos em grandes tanques com a cera que simplesmente se gruda neles. Em várias fábricas grandes, os pavios são bobinados em grandes cilindros que giram durante o processo, e depois são cortados em velas de vários tamanhos. Em outras – o fio está fixado em uma espécie de caixilho que também vai baixando em tanques com cera.

    A cera habitualmente é comprada aos apicultores e custa, por exemplo, na Rússia, por volta de $R 13,2 por kg.

    Além disso, as velas podem ser produzidas de derivados de petróleo, ou seja, de parafina. Sem dúvida, esta tecnologia torna a produção de velas muito mais barata. Ou, pelo menos, um pouco mais barata para os produtores que misturam a cera com parafina. A diferença é só que as velas de cera estão acesas durante mais tempo, ou seja, duram mais.

    No século XIX a Igreja Ortodoxa da Rússia obtinha enormes lucros com a venda de velas, porque antes da eletrificação as velas eram muito mais procuradas, não só para fins religiosos. O dinheiro ganho garantia o salário dos sacerdotes, mas também era utilizado no desenvolvimento do sistema de educação no país.

    Segundo as regras do comércio habitual – o preço de um artigo é determinado segundo um acordo entre vendedores e compradores, mas no caso da Igreja se trata de um donativo. Sem dúvida, um donativo (em troca de uma vela) não pode ser menor do que o preço de custo da sua produção, assinala o autor.

    Os preços das velas, na Rússia, bem como de outros objetos de culto, são estabelecidos pelos párocos de cada igreja independentemente.

    Mais:

    Prefeito do Rio canta em sessão em homenagem à Igreja Universal no Congresso (VÍDEOS)
    Daesh destrói e queima igreja católica nas Filipinas (VÍDEO)
    Papa vai defender Igreja Ortodoxa Ucraniana das leis opressivas do governo
    Tags:
    venda, compra, velas, igreja russa, Igreja Ortodoxa, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar