11:27 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    0 20
    Nos siga no

    O concurso internacional de fotojornalismo Andrei Stenin, organizado pela agência Sputnik sob a égide da Comissão da Federação da Rússia para a UNESCO, acaba de publicar os resultados da votação on-line.

    Um visitante durante a abertura da exposição de vencedores do concurso Andrei Stenin de fotojornalismo em Moscou
    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    O melhor trabalho na opinião do público pertence ao fotojornalista da Sputnik Quirguistão, Tabyldy Kadyrbekov, "Vendedora de Algodão Doce". Juntamente com os vencedores do concurso, que serão anunciados a 7 de agosto de 2017 por um júri profissional, o vencedor da votação da Internet receberá um diploma. No top 5 da votação on-line também entraram os trabalhos "Viúva no Festival das Cores" de Shashi Shekhar Kashyapa (Índia), a reportagem "Protestos na Cidade de Grabouw" de Fandulvazi Dzhajklo (África do Sul), o emocionante retrato de um pequeno refugiado em Idomeni de Anna Panteliya (Grécia) e as imagens de surf de inverno em Kamchatka e Primorie, de Yuri Smityuka (Rússia).

    Shashi Shekhar Kashyap, fotógrafo indiano, Viúvas na Festa de Cores
    Shashi Shekhar Kashyap, fotógrafo indiano, "Viúvas na Festa de Cores"

    O diretor do Departamento de Informação Fotográfica da Sputnik, Aleksandr Shtol, afirmou: "Estamos satisfeitos com os resultados da votação on-line, que demonstram o alto nível de popularidade da fotografia contemporânea entre o público. Os trabalhos nos quais os fãs votaram distinguem-se pela precisão em transmitir cenas da vida quotidiana captadas acidentalmente e pelo brilho das cores".

    Tabyldy Kadyrbekov contou a história da sua foto: “Na rua havia uma tempestade de neve. Para ser honesto, quando o editor-chefe me encarregou de fazer a cobertura fotográfica, eu fui a contragosto. Mas no processo comecei a gostar, deixei de ter frio e de me esconder da neve. Tornou-se interessante observar como os habitantes de Bishkek reagem a um nevão. Eu já estava prestes a terminar a sessão fotográfica na cidade, quando vi uma avozinha vendedora de algodão doce. Tirei uma foto de costas, mas pareceu-me que algo estava a faltar. Aproximei-me, dei a volta e tirei mais algumas fotografias. E, então, a avozinha, de repente, sorriu e eu tirei esta foto. Ela perguntou: 'Por que estás a tirar fotografias?'. Eu respondi: 'Para a posteridade'".

    Mais:

    As melhores fotos do Concurso Internacional de Fotojornalismo Andrei Stenin
    Concurso de fotos Andrei Stenin divulga lista curta
    Concurso de Fotografia Andrei Stenin apresenta júri de 2017
    Tags:
    fotos, foto, Concurso Fotográfico Jornalístico Internacional Andrei Stenin, Andrei Stenin, Rússia, Quirguistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar