13:12 16 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    9103
    Nos siga no

    O presidente da Rússia Vladimir Putin foi de novo incluído na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo, de acordo a versão da revista Time. Revista dividiu a lista nas seguintes categorias: "Titãs", "Inovadores", "Personalidades da Arte", "Líderes" e "Ídolos". Putin foi incluído na categoria "Líderes".

    Entre os "Líderes" também estão presentes o presidente dos EUA Donald Trump, o líder da Coreia do Norte Kim Jong-un, o presidente das Filipinas Rodrigo Duterte, o líder da Turquia Recep Tayyp Erdogan, o presidente da Colômbia Juan Manuel Santos, o fundador do portal WikiLeaks Julian Assange, o presidente da China Xi Jinping, a esposa de Bill Gates, um dos fundadores da Microsoft, Melinda, o Papa Francisco, a premiê do Reino Unido Teresa May, o premiê da Índia Narendra Modi, o general iraniano Qasem Soleimani, o chefe do gabinete da Casa Branca Reince Priebus, o assessor do presidente dos EUA para assuntos estratégicos Steve Bannon, o líder dos democratas no Senado americano Chuck Schumer, o chefe do Pentágono James Mattis, a senadora democrata do estado do Massachusetts Elisabeth Warren, o diretor do FBI James Comey e outros políticos.

    Sobre cada político para a revista foram escritos artigos especiais. Assim, por exemplo, o autor do texto sobre Vladimir Putin foi o ex-presidente da URSS Mikhail Gorbachev.

    Gorbachev escreve que Putin "alcançou o sucesso na estabilização da situação, na preservação do Estado russo e no fortalecimento de sua posição econômica".

    "Tenho certeza que a Rússia só pode alcançar o sucesso através da democracia. A Rússia está pronta para a concorrência política, para um sistema realmente multipartidário, eleições honestas e uma rotação sistemática de governo. Isso deve determinar o papel e a responsabilidade do presidente", notou Gorbachev.

    A Time chamou de "Titãs", em particular, os empresários Daniel Ek e Evan Spiegel, a chefe do Sistema de Reserva Federal dos EUA Janet Yellen, o jogador de basquete LeBron James e o fundador do site Amazon.com Jeff Bezos.

    Na categoria de "Inovadores" foram incluídas a filha do presidente dos EUA Ivanka Trump e o seu esposo Jared Kushner, a atriz americana Constance Wu e outras pessoas.

    Entre as "Personalidades da Arte" a revista destacou cantora Alicia Keys, o cineasta Barry Jenkins, a atriz e cantora Demi Lovato, o cantor Ed Sheeran, a atriz Emma Stone e outros representantes do show biz.

    A revista considerou como "Ídolos" a escritora Margaret Atwood, o jogador de futebol americano Colin Kaepernick e Raed al Saleh, o líder da organização Capacetes Brancos que está ligada aos terroristas da Frente al-Nusra e Al-Qaeda (organizações proibidas na Rússia e em outros países).

    Mais:

    'Convidado a sair' por assediar mulheres: Fox News demite apresentador que ofendeu Putin
    Chancelaria russa: Moscou reitera disponibilidade para encontro entre Trump e Putin
    Tags:
    poder, lista, OTAN, Ivanka Trump, Rodrigo Duterte, Kim Jong-il, Donald Trump, Recep Tayyip Erdogan, Vladimir Putin, Reino Unido, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar