03:32 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Um visitante durante a abertura da exposição de vencedores do concurso Andrei Stenin de fotojornalismo em Moscou

    Exposição dos vencedores do concurso Andrei Stenin de fotojornalismo abre em Moscou

    © Sputnik/ Vladimir Astapkovich
    Cultura
    URL curta
    0 108 0 0

    O único concurso internacional russo para jovens jornalistas em homenagem a Andrei Stenin já tem os resultados divulgados.

    O Grande Prêmio de 2016 vai para o jovem fotógrafo italiano Danilo Garcia di Meo, com a série fotográfica "Letizia, história de uma vida invisível", que trata de uma menina completamente paralisada. Além das obras de Di Meo, perspectivos fotógrafos jovens de todo o mundo receberam prêmios. As fotos apresentadas na exposição são referência do fotojornalismo contemporâneo. A exposição é algo obrigatório para os jovens profissionais.

    Vale a pena também os amadores da fotografia visitarem a exposição, para ver imagens únicas: a terrível crônica fotográfica de Vadim Braidov, de Ufá, sobre a vida e morte em Donbass; a série de fotos dos documentos estragados e rasgados dos migrantes, achados perto da fronteira húngaro-sérvia em agosto de 2015, feira pelo jornalista eslovaco Robert Tapert; os rostos dos jovens alunos da Academia militar Suvorov, de Pavel Volkov; as imagens brilhantes, reluzentes de um acampamento de pastores de renas, onde o russo Dmitry Tkachuk fez resplandecer o permafrost; e outras muitas.

    Os seus trabalhos podem ser vistos em exposição no Museu de Moscou, que tem lugar entre 31 de agosto a 11 de setembro. A entrada é gratuita.

    Ruth Eichhorn, membro do Júri do concurso, redatora fotográfica da revista GEO, comentou a escolha do júri assim: "O júri não pôde ficar invulnerável frente à carga emocional, ao caráter profundo de cada imagem desta série. A série conta da vida de uma jovem mulher que sofre de paralise cerebral. O bom coração e o bom gosto do fotógrafo ajudam a mostrar a beleza e a força desta jovem mulher. Nós, os espectadores, começamos a entender que o seu maior desejo é viver como vive a gente sã. O que nós vemos não são imagens desoladoras dos sofrimentos de uma jovem mulher com deficiência, senão um conto sobre os momentos felizes que acontecem na sua vida.

    O júri considero que isso é uma trama extremamente íntima com um forte imaginário. O fotógrafo provou a sua capacidade de captar detalhes expressivos. Apesar do seu caráter íntimo, este conto é também um conto sobre a vida de muitas pessoas que sofrem dessas ou de outras enfermidades".

    Durante a cerimônia solene de condecoração e inauguração da exposição, o diretor-general da Agência Internacional de Notícias Rossiya Segodnya, Dmitry Kiselev, notou: "É um honor e um prazer descobrir novos nomes de fotojornalistas jovens que já agora começam a definir o vetor futuro do desenvolvimento do fotojornalismo".

    A exposição traz mais de 200 trabalhos dos melhores jovens fotógrafos do mundo, talentosos, ousados, despertos e abertos para o novo. Eles apresentaram o seu caleidoscópio da vida.

    Você pode conhecer as informações completas sobre os vencedores e os seus trabalhos na seção "Vencedores — 2016" do site http://stenincontest.com.

    Sobre o concurso

    O concurso internacional de fotojornalismo Andrei Stenin tem como por finalidade apoiar os jovens fotógrafos e atrair a atenção pública às tarefas do fotojornalismo contemporâneo. O concurso é a única plataforma na Rúsisa onde a comunidade fotográfica internacional abre novos nomes no fotojornalismo, apoia e fomenta os seus altos padrões, forma os critérios de qualidade da fotografia documental na Rússia e no mundo. Em 2016, o concurso se tornou a maior plataforma de batalhas fotográficas de jovens fotógrafos, ao reunir cerca de 6.000 trabalhos de 71 países do mundo, inclusive a Rússia.

    As categorias mais populares entre os concorrentes foram "O Meu País", "Retrato. O Herói da Nossa Época" e "As Cores do Mundo. A Harmonia da Vida".

    Protestos na Ucrânia
    © Sputnik/ Andrei Stenin
    A geografia internacional do concurso abrange todos os 5 continentes, incluindo os países da Europa, as Américas, Oriente Médio, Índia, Austrália e Sudeste Asiático. A geografia dos participantes russos abrange o país inteiro, de Kaliningrado, Moscou e São Petersburgo a Vladivostok e Yalta. A cerimônia solene de condecoração e a exposição dos vencedores do concurso terá lugar em Moscou em agosto.

    O concurso internacional de fotojornalismo Andrei Stenin é apoiado em 2016 por órgãos da mídia, agências de notícias e comunidade fotográfica russos e internacionais. Os parceiros principais na área da informação são: o canal de televisão russo «Rossiya-Kultura», o portal de informação e notícias KP.ru, o portal de notícias ZhurDom e o portal Russian Photo. Os parceiros na área de informação internacional incluem: a agência internacional Askanews, a agência Antara foto, a agência de notícias EFE, a holding midiática Independent Media, a agência de notícias Notimex, o canal de televisão e portal RTEBC, a Real Sociedade Fotográfica (The Royal Photographic Society), o Grupo Midiático Unido de Xangai (Shanghai United Media Group (SUMG)), agência Xinhua. Entre os parceiros de informação especializada, temos: a Academia de Fotografia, a agência GeoPhoto, o portal Photo-study.rua União dos jornalistas de Moscoua União da Mídia Estudantil e Juvenil, o portal de notícias YOung JOurnalistsEscola de Artes Visuais e o Festival Parada Fotográfica em Uglich.

    Tags:
    fotografias, exposição, vencedores, fotojornalismo, concurso, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik