12:34 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Kosovo

    Sérvios de Kosovo se sentem discriminados

    © Sputnik / Natalya Grebenyuk
    Cultura
    URL curta
    105

    A minoria sérvia que reside no Kosovo se sente discriminada. Desta vez, as autoridades da região decidiram proibir aos sérvios a leitura em língua materna, que a propósito tem status oficial neste Estado parcialmente reconhecido.

    Os novos livros em sérvio, que o Ministério da Cultura do país compra para bibliotecas, chegam com dificuldade ao Kosovo e Metohija.

    "No ano passado tivemos grandes problemas. No posto administrativo entre a Sérvia e o Kosovo pacotes com livros foram rasgados, eles chegaram em uma condição péssima. Eles querem construir aqui o seu próprio Estado e nos provocam", afirma a chefe da biblioteca da cidade de Zubin Potok, Ljubinka Jovanovic.

    Os manuais escolares também encontram problemas. A partir de janeiro deste ano, o Kosovo não recebeu nenhum manual em sérvio, pois as autoridades de Pristina proibiram o transporte através da fronteira administrativa de quaisquer materiais impressos para escolas. Às escolas do Kosovo que continuam a ensinar em sérvio até impedem a entrega de diplomas após o fim do ano letivo.

    O vice-primeiro-ministro do Kosovo, Branimir Stojanovic, disse à publicação Blitz que não existe nenhuma decisão oficial do governo sobre a "proibição" de livros e, provavelmente, isso estará prescrito em algum documento interno de um dos ministérios. Stojanovic ressaltou que iria examinar o motivo dessa decisão.

    O escritório do governo sérvio para os assuntos do Kosovo e Metohija diz que se Pristina introduziu realmente a proibição de importação de livros sérvios, esse seria um "método fascista".

    Mais:

    Quem realmente é novo presidente de Kosovo?
    Junto ao inimigo? Jornalista sérvia visita base americana no Kosovo (EXCLUSIVO)
    Oposição sérvia quer aplicar cenário da Crimeia ao Kosovo
    Tags:
    escola, livro, discriminação, Pristina, Metohija, Kosovo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar