10:19 19 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    135
    Nos siga no

    No retrato de Lisa Gherardini, o especialista italiano Silvano Vinceti encontrou os traços do suposto amante do pintor, Gian Giacomo Caprotti da Oreno, mais conhecido como “Salai” (Diabinho), relata o jornal The Independent.

    Vinceti submeteu o quadro a uma análise infravermelha e concluiu que a Mona Lisa está baseada em duas pessoas: Lisa Gherardini e Salai. A semelhança com o jovem está presente no sorrido da Gioconda.

    Outros críticos de arte não concordam com as conclusões de Vinceti. Martin Kemp, especialista nas obras de Leonardo da Vinci, classificou a investigação de Vinceti como “uma mistura do conhecido, do semiconhecido e do inventado”.

    “A análise infravermelha não pode confirmar que Salai esteja pintado no quadro”, ressaltou Kemp.

    O nome completo da Mona Lisa — ou Gioconda — é “Retrato da Senhora Lisa de Giocondo”. O quadro foi criado por Da Vinci de 1303 a 1305. Diz-se que o mestre pintou Lisa Gherardini, esposa de Francisco del Giocondo, um comerciante de seda de Florença.

    Segundo vários cientistas, Salai começou a trabalhar com Leonardo aos 10 anos de idade. A relação íntima entre o mestre e seu aprendiz, contudo, nunca foi confirmada.

    Tags:
    especialista, arte, análise, investigação, Gioconda, Mona Lisa, Leonardo Da Vinci, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar