15:13 15 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    4111
    Nos siga no

    As Forças Armadas russas ajudarão o cineasta Luc Besson, que está filmando a história da tragédia do submarino Kursk, revelou o chefe cultural do Ministério da Defesa à rádio Echo, de Moscou.

    A consultoria será prestada para deixar o filme mais realista e conferir que não haja falhas em questões como uniformes dos personagens e a descrição de certos eventos. O Ministério da Defesa declarou que não patrocinaria o filme e que sua participação se limita a ajudar no realismo da película, buscando evitar erros e certos estereótipos.

    “De forma geral, pela minha experiência, cineastas estrangeiros são muito fieis a isto. Eles nos perguntam onde ficam as estrelas nos uniformes, se um marinheiro pode entrar em um submarino vestindo uniforme de desfile, se algo está certo e muitos outros detalhes”, disse Anton Gubanov, diretor cultural do Ministério da Defesa.

    Segundo Gubanov, o produtor de documentários Andre Singer fará parte das filmagens. O Ministério já trabalhou em alguns de seus projetos.

    “Neste momento, o processo está em andamento porque há muito desconhecimento elementar. Quando você lê o script, quando começa a trabalhar, as coisas elementares precisam de especialistas”, disse Gubanov.

    O diretor declarou também que o Ministério considera importante o realismo de filmes e, por isso, tenta participar de projetos sempre que possível.

    “Isto é importante para nós. Eles podem fazer o filme sem nós, sabemos bem disso, mas será melhor se participarmos. Não de forma invasiva, mas ainda assim é muito importante”, ressaltou Gubanov.

    O filme de Besson é um dos muitos nos quais o Ministério está colaborando. A lista inclui principalmente filmes e séries de TV russos. O filme sobre o Kursk foi anunciado em janeiro e será baseado no script de Robert Rodat, que também escreveu o roteiro de “O Resgate do Soldado Ryan”.


    Mais:

    Rússia se lembra da tragédia do submarino Kursk
    Rússia se lembra da tragédia do submarino Kursk
    Leonardo diCaprio pode viver Lenin em novo filme russo
    Contato com Putin pode ajudar DiCaprio a conseguir papel em filme sobre o presidente russo
    Semana de Filmes Russos: desafios da montagem com cenas de guerra no filme “Número 1”
    Tags:
    realismo, consultoria, submarino, tragédia, filme, Kursk, Ministério da Defesa (Rússia), Luc Besson, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar