17:39 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    São Paulo, Brazil

    Filme brasileiro lota sala em cinema de Moscou

    © flickr.com / Diego Torres Silvestre
    Cultura
    URL curta
    Vladimir Kultygin
    3231

    “Que Horas Ela Volta?”, da diretora paulista Anna Muylaert, é o filme indicado pelo Brasil para concorrer, em fevereiro de 2016, ao Oscar, da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas estadunidense. Na terça-feira (27), o filme inaugurou o VIII Festival de Cinema Brasileiro na Rússia.

    O evento, bastante concorrido para a pequena sala do cinema 35mm, teve a participação de representantes da Embaixada do Brasil e de uma parte do elenco.

    O embaixador Antônio José Vallim Guerreiro disse, em uma conversa privada com a Sputnik Brasil:

    “Acho as relações culturais muito importantes, porque elas ajudam a aproximar os povos, ajudam a que nós nos entendamos melhor. Quando eu cheguei a Moscou, dei-me conta de que existe um interesse muito grande pela cultura brasileira, tanto a popular como a erudita. Eu tenho muito orgulho disso”.

    “Hoje estamos inaugurando a 8ª. edição do Festival de Cinema Brasileiro. As edições anteriores foram muito bem sucedidas, e eu tenho certeza de que esta também atrairá o interesse do público russo”, frisou o diplomata, que ressaltou também que o cinema, como toda a arte, “não é apenas um prazer para o público, é muito mais do que isso”.

    Segundo a produtora do festival, Fernanda Bulhões, o Brasil produziu neste ano 83 filmes, dos quais doze foram escolhidos para representar o país na Rússia.

    O primeiro é, claro, o filme de Anna Muylaert, que já ganhou prêmios nos festivais de Berlim, Festival de Sundance, RiverRun, Amsterdã e Lima.

    “Que Horas Ela Volta?” é representado em Moscou por Camila Márdila, a intérprete de um dos papéis principais. A Sputnik Brasil conseguiu falar com a atriz, que disse que o filme está passando por uma época bastante boa:

    “É o filme brasileiro indicado para concorrer e a gente está fazendo campanha nos EUA, a expectativa está grande, várias revistas predizem a entrada na lista dos cinco para a reta final, mas agora é aguardar para ver o que acontece. O filme está indo super bem no Brasil. Está ainda em cartaz, já há mais de dois meses, o que é um pouco raro de acontecer. A gente está animada”.

    O filme figura na quarta posição da lista dos cinco que têm mais chances de obter um Oscar na categoria “Melhor Filme em Língua Estrangeira” do site IndieWire.

    Comentando a possível recepção do público russo, a intérprete disse que o assunto abordado é “muito discutido no Brasil hoje em dia”: “Tanto que, desde que ele foi lançado, os debates não param”.

    “Eu acho que é muito legal que seja assistido na Rússia, para ter uma ideia sobre o entendimento dos russos sobre esta situação que acontece no filme. Não sei se há algo semelhante aqui. Eu gosto sempre de assistir para ver como irá correr a sessão”.

    O correspondente da Sputnik pôde confirmar que houve muitos espectadores na sala lotada que riam em momentos engraçados; alguns até chegaram a chorar em umas cenas.

    Camila Márdila declara também ser “muito fã do cinema russo”, afirmando que “realmente, o cinema russo fez parte da minha educação”. E perguntada se, hipoteticamente, aceitaria um papel em um filme de produção russa, afirmou que “teria o maior prazer”.

    Outros filmes à mostra nesta semana incluem “Amazônia Eterna”, “Brincante”, “Love Film Festival”, “A História da Eternidade”, “Getúlio”, “O Último Cine Drive-In”, “Não Pare na Pista”, “Permanência”, “Trinta”, “O Menino no Espelho” e “O Outro Lado do Paraíso”.

    Mais:

    Semana de Filmes Russos traz juventude do escritor Anton Tchekhov às telas do Rio
    Com apoio da Rússia, Rio recebe Segunda Semana de Filmes Russos
    Filme russo tentará conquistar Oscar em 2016
    Dois filmes brasileiros são premiados no Festival de Veneza
    Críticos escolhem 'Francofonia' como melhor filme do Festival de Veneza
    Ucrânia aumenta a lista de filmes russos proibidos
    Advogado de Snowden revela possível local de estreia do filme de Oliver Stone
    Semana de filmes russos sobre a Segunda Guerra Mundial exibida no Uruguai
    Tags:
    Cinema, Embaixada, Camila Márdila, Anna Muylaert, Antônio José Vallim Guerreiro, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik