21:20 25 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Cultura
    URL curta
    590
    Nos siga no

    O presidente da Itália, Sergio Mattarella, aconselhou os jovens do seu país a se dedicarem mais à leitura, e convidou-os a começar pelas obras do escritor russo Fiodor Dostoievski.

    "Respeito totalmente a escolha de cada um, mas repetiria aquilo que sempre digo aos meus netos: os livros são um tesouro inesgotável para a compreensão da vida. Comecem por Dostoievski, caros amigos" – disse o presidente em conversa com jovens italianos, cujos trechos foram publicados nesta segunda-feira pelo jornal Corriere della Sera.

    Durante o encontro, Mattarella, que tem 74 anos de idade, falou sobre suas preferências como leitor e confessou gostar de praticamente todos os gêneros literários, com exceção apenas para histórias de espionagem.

    Ele revelou ter adquirido o hábito de ler muito ainda durante a juventude, e citou os escritores russos Fiodor Dostoievski e Alexander Solzhenitsyn como alguns dos autores que mais influenciaram a sua forma de ver o mundo.

    Nascido numa família de profundas tradições de democracia cristã, Mattarella assumiu a presidência da Itália em 3 de fevereiro deste ano. Seu irmão mais velho, o democrata cristão Persanti Mattarella, foi morto pela máfia em 1980 enquanto ocupava o cargo de presidente da região autônoma da Sicília.

    Fiodor Dostoievski, falecido em 1881 aos 59 anos de idade, é considerado um dos maiores romancistas da literatura russa e um dos mais inovadores autores de todos os tempos. Dentre as suas obras mais conhecidas estão os romances Os Irmãos Karamazov, Crime e Castigo, Os Demônios, e outros.

    Tags:
    literatura, leitura, livro, Sergio Mattarella, Fiodor Dostoievski, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar