Em 10 de dezembro de 2016, quase nove meses depois da reconquista de Palmira pelo Exército Árabe Sírio, a cidade voltou a ser palco de intensos combates entre terroristas, forças governamentais e milícias populares. Cerca de 5 mil militantes do grupo terrorista Daesh (autodenominado "Estado Islâmico", proibido na Rússia e reconhecido como organização terrorista pela ONU) teriam invadido vários bairros da cidade; em 12 de dezembro, o avanço foi parado após os terroristas terem tomado várias aldeias e um campo de petróleo perto da cidade. As forças do exército se instalaram em uma base aérea também por perto, de onde controlam a situação e participam de combates.

O Exército Sírio e os milícias perto de Palmira - Sputnik Brasil
Matérias
Escolher o período
mais matérias
  • Nesta semana
  • Neste mês
  • Neste ano
  • Tudo
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала