23:33 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    1121
    Nos siga no

    Uma equipe de arqueólogos da Autoridade Arqueológica de Sharjah descobriu nos Emirados Árabes Unidos um tesouro de várias moedas islâmicas que datam da dinastia Abássida.

    Segundo informa a Emirates News Agency, as moedas estavam em um antigo jarro de barro. O recipiente foi descoberto no emirado de Sharjah e continha vários dirhams de prata extremamente raros cunhados durante o período abássida.

    Historicamente, os abássidas eram a segunda dinastia de califas árabes que governou o Califado Abássida entre 750-1258 d.C., fundado pelos descendentes de Abas ibne Abedal Mutalibe, o tio mais jovem de Maomé.

    Sabe-se que que em 750 d.C. os abássidas derrubaram e expulsaram os califas Omíadas de quase todo o território do Califado Islâmico.

    Os especialistas já identificaram as moedas encontradas. Entre elas está um dirham de prata muito raro de Zubaida Umm Jaafar (762/765-831 d.C.). Ela era uma princesa árabe da dinastia Abássida, esposa de um dos califas mais poderosos, Haroun Al Rashid, e rainha-mãe durante o reinado de seu filho, califa Mohamed Al Amin.

    O dr. Sabah Aboud Jasim, diretor-geral da Autoridade, disse que a descoberta confirma a presença inicial da dinastia Abássida na região, observando que algumas moedas remontam ao século IX e X d.C.

    As moedas percorreram várias rotas comerciais importantes para o golfo Pérsico e os Emirados Árabes, confirmando que a região era um importante centro nesses séculos.

    Mais:

    Pinturas que poderiam 'mudar a compreensão da arte rupestre' encontradas em Espanha (FOTO)
    Cientistas descobrem origem genética do povo etrusco, que 'desapareceu' com os romanos
    Descobrem na Turquia misteriosas esculturas humanas 3D de 11 mil anos (FOTOS)
    Tags:
    Emirados Árabes Unidos, arqueologia, moedas, tesouro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar