01:40 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 60
    Nos siga no

    Cientistas encontraram através da tecnologia LIDAR os restos de uma cidade que incluía cópias dos edifícios de Teotihuacán, sugerindo um maior vínculo bilateral do que se pensava.

    Uma equipe de pesquisadores dos EUA e da Guatemala encontrou no país latino-americano através da tecnologia de detecção de luz e de cobertura (LIDAR, na sigla em inglês) uma cópia das estruturas de Teotihuacán, uma das maiores e mais poderosas cidades da Mesoamérica, indica um comunicado de terça-feira (28) da Universidade Brown, Texas, EUA.

    Vista LIDAR do complexo Teotihuacán em Tikal
    © Foto / Thomas Garrison / PACUNAM
    Vista LIDAR do complexo Teotihuacán em Tikal

    A análise do LIDAR, feita por uma equipe composta por Stephen Houston, professor de antropologia na Universidade Brown, em conjunto com Thomas Garrison, professor assistente de geografia na Universidade do Texas, EUA, juntamente com a escavação subsequente, dirigida pelo arqueólogo guatemalense Edwin Roman Ramirez, gerou novos conhecimentos e grandes perguntas sobre a influência de Teotihuacán na civilização maia, disse Houston.

    "Independentemente de quem construiu esta réplica em menor escala e por quê, ela certamente mostra que havia um nível diferente de interação entre Tikal e Teotihuacán do que se pensava anteriormente", disse ele sobre o estudo, que foi publicado na revista Antiquity.

    O acadêmico da Universidade Brown explicou que enquanto a cidade maia Tikal era bastante populosa, mas relativamente pequena em escala, Teotihuacán tinha todas as marcas de um império, com forte influência no exterior, embora ainda se saiba pouco sobre como a cidade foi fundada e governada.

    LIDAR filtrado destacando as estruturas e pedreiras em Tikal
    © Foto / Thomas Garrison / PACUNAM
    LIDAR filtrado destacando as estruturas e pedreiras em Tikal

    Houston apontou que já se sabia há décadas que os habitantes das duas cidades estavam em frequente contato e tinham comércio bilateral, sendo que séculos antes de Teotihuacán conquistar Tikal, por volta de 378 d.C., há evidências de que as elites e escribas maias viviam em Teotihuacán e trouxeram vários elementos culturais e funerários e rituais para Tikal.

    "O complexo arquitetônico que encontramos parece ter sido construído para pessoas de Teotihuacán ou sob seu controle", disse Houston.

    "Talvez fosse algo como um complexo de embaixadas, mas quando combinamos pesquisas anteriores com nossas últimas descobertas, isso sugere algo mais forte, como uma ocupação ou vigilância. No mínimo, mostra uma tentativa de implantar parte de um plano de cidade estrangeira em Tikal", acrescentou.

    Sobreposição (a 30%) da cidadela Teotihuacán sobre o recinto de Tikal, mostrando a mesma orientação, plataformas de flanco, pirâmide oriental, recinto ocidental e corredor norte-sul na entrada ocidental do recinto
    © Foto / Thomas Garrison / PACUNAM
    Sobreposição (a 30%) da cidadela Teotihuacán sobre o recinto de Tikal, mostrando a mesma orientação, plataformas de flanco, pirâmide oriental, recinto ocidental e corredor norte-sul na entrada ocidental do recinto

    Como refere o cientista, as escavações confirmaram que alguns edifícios foram construídos com gesso de lama em vez do calcário maia tradicional, com o objetivo de serem réplicas menores dos edifícios que compõem a cidadela de Teotihuacán, e até compartilham cornijas e terraços intrincados, bem como a orientação específica de 15,5 graus a leste das plataformas do norte do complexo.

    Além disso, foram encontrados restos de um corpo cercado por vasos cuidadosamente colocados, fragmentos de cerâmica, ossos de animais e pontos de projéteis, e também enterros de numerosos indivíduos vestidos como guerreiros que parecem ter sido sacrificados e colocados em valas comuns.

    Mais:

    Descoberta no México misteriosa escultura feminina com traços ímpares (VÍDEO)
    Descoberto no México altar pré-hispânico a deus do submundo (FOTOS)
    Mistério do abandono de grande centro da civilização maia é descoberto
    Tags:
    Guatemala, EUA, Universidade Brown, Universidade do Texas, Texas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar