22:34 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    480
    Nos siga no

    O robô InSight da NASA registrou em 18 de setembro, seu milésimo dia na superfície de Marte, um terremoto de magnitude 4,2 que durou cerca de 90 minutos, um dos terremotos mais intensos e duradouros já detectados no Planeta Vermelho.

    De acordo com a NASA, os especialistas ainda estão estudando os dados do terremoto para determinar a origem e a direção das ondas sísmicas. No entanto, eles suspeitam que ele possa ter tido origem em Valles Marineris, um longo sistema de desfiladeiros que marca o equador marciano, cujo centro fica a aproximadamente 9.700 quilômetros da sonda.

    Este terremoto é já o terceiro registrado pelo módulo de pesquisa geofísica em menos de um mês, uma vez que em 25 de agosto de 2021 detectou dois outros tremores diferentes. 

    Um dos objetivos da missão InSight é fornecer novos dados que ajudarão os cientistas a compreender melhor o interior de Marte ao medirem suas ondas sísmicas, as quais proporcionam aos "cientistas uma maneira de olhar profundamente debaixo da superfície" de Marte, enquanto se movimentam através da crosta, manto e núcleo do planeta.

    É positivo que os pesquisadores consigam registrar diferentes terremotos vindos de várias distâncias e com diferentes tipos de ondas sísmicas, pois tal pode fornecer mais informações sobre a estrutura interna do Planeta Vermelho.

    Mais:

    Missão da NASA para desvio de asteroide da Terra pode se transformar em caos, afirmam cientistas
    Substâncias químicas revelam possibilidade de vida extraterrestre em nossa galáxia
    NASA confirma ocorrência de 'supererupções' vulcânicas em Marte há 4 bilhões de anos
    Tags:
    Marte, NASA, robô, terremoto, Planeta Vermelho, astronomia, ciência
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar