22:14 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    Astrônomos da China encontraram um novo pulsar de rádio no enxame globular NGC 6712, um objeto do tipo chamado "viúva negra".

    Os detalhes da descoberta foram publicados em um artigo no site de pré-impressões arXiv.

    Objetos espaciais são classificados do tipo viúva negra se eles têm um companheiro estelar de massa extremamente baixa do qual eles retiram matéria interestelar.

    O pulsar de rádio PSR J1853-0842A (J1853) está no enxame globular NGC 6712, rico em metais, à distância de 22.500 anos-luz da Terra. Esse objeto tem período de rotação de cerca de 2,15 milissegundos.

    Sugere-se que tais corpos celestes se formam em sistemas duplos, onde um componente mais massivo se torna uma estrela de nêutrons e começa a devorar a matéria de seu companheiro, acelerando sua rotação.

    A classe dos pulsares duplos extremos com estrelas-companheiras semidegeneradas recebeu o nome de "pulsares-aranhas". Esses objetos espaciais são classificados ou como viúvas negras, se a massa da estrela é menor que 0,1 da massa do Sol, ou como aranhas de listra vermelha, se a estrela é mais pesada.

    Neste caso, a estrela-satélite do J1853 tem uma massa estimada entre 0,018 e 0,036 da massa do Sol. A rotação dura 3,56 horas, entretanto ocorre também o eclipse do pulsar.

    Segundo cálculos, o pulsar reduz a velocidade de rotação em cerca de 0,00239 atossegundos por segundo. O valor calculado da taxa de desaceleração da rotação confirma que o NGC 6712 pertence ao grupo de pulsares viúva negra.

    Mais:

    Helicóptero da NASA voa em altitude mais baixa já registrada tirando FOTO de monte em Marte
    Cientistas obtêm FOTO mais detalhada da Lua feita pelo maior radiotelescópio orientável do mundo
    'Bolha' de vazio gigante cercado por nebulosas poderia explicar formação de estrelas
    Tags:
    espaço, Sol, pulsares, astronomia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar