02:21 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 42
    Nos siga no

    A biodiversidade do oceano profundo é difícil de rastrear devido a sua inospitalidade, contudo, na escuridão profunda há mais vida do que se imaginava.

    Uma nova descoberta revelou seis novas espécies e um gênero desconhecido de esponjas-de-vidro a uma profundidade de 4.820 metros, escondidas na zona afótica da costa da Nova Zelândia, segundo o biólogo marinho Gert Worheide, da Universidade Luís Maximiliano de Munique.

    Uma das novas espécies, Bathydorus poculum
    © Foto / GEOMAR
    Uma das novas espécies, Bathydorus poculum

    Além disso, foram descobertas duas espécies conhecidas que nunca foram vistas antes na região. A descoberta pode ajudar a informar e planejar as atividades humanas e a conservação da biodiversidade.

    Apesar de serem conhecidas mundo afora, as esponjas-de-vidro são relativamente raras. Elas são esponjas delicadas compostas de espículas feitas de sílica, substância natural geralmente encontrada na areia e utilizada para fabricar vidro.

    Detalhes da espícula do Nubes tubulata
    © Foto / ZooKeys, 2021
    Detalhes da espícula do Nubes tubulata

    Os pesquisadores usaram o DNA e análises morfológicas para identificar as seis espécies antes desconhecidas.

    As novas espécies são Bathydorus poculum, Scyphidium variospinosum, Caulophacus serpens, C. ramosus, Nubes tubulata e N. poculiformis.

    Mais:

    Descobertas novas espécies de dinossauros gigantes em região noroeste da China pela 1ª vez
    Paleontólogos descobrem 3 novas espécies de mamíferos antigos (FOTO)
    Nova espécie de planta carnívora é descoberta na costa do Pacífico dos EUA (FOTOS)
    Tags:
    mar, oceano, oceanos, profundeza, descoberta, estudo, vida marinha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar