09:24 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 120
    Nos siga no

    O antigo túmulo, descoberto por Projetos Arqueológicos de Kent (KAP, na sigla em inglês), tem 1,7 metro de profundidade e aproximadamente 3,5 metros de largura.

    De acordo com o jornal The Jerusalem Post, após a queda do Império Romano há 2.500 anos, os jutos chegaram da Dinamarca durante o século IV e invadiram partes do sul da Inglaterra, incluindo Kent.

    Os jutos eram liderados pelos gêmeos Horsa e Hengist. Seus nomes apontam para o fato de que os jutos reverenciavam os cavalos, sendo que Horsa significa "cavalo" e Hengist significa "corcel".

    ​Cemitério da Idade do Bronze de 2.000 a.C., descoberto pelo Projeto Arqueológico de Kent, de um guerreiro juto, de 1,7 m x 3,5 m, juntamente com um cavalo e um cão, além de corpos de criança de 12 anos e uma mulher enterrados em valas circulares mais pequenas.

    A escavação no local revelou os restos de um cavalo e de um cão do tamanho de um lobo, que estavam próximos do túmulo de um guerreiro, que foi enterrado acompanhado de seu escudo, lança, espada e duas facas.

    Junto com o guerreiro também havia um recipiente de bronze decorado com cavalos.

    Acredita-se que o guerreiro tenha morrido em batalha, já que seu crânio foi esmagado, e por isso o escudo cobria sua cabeça, onde deveria estar o rosto.

    Nos túmulos das mulheres foram encontradas chaves, broches, um pingente grená encastrado em ouro, colares de pérolas e um vaso de vidro.

    Mais:

    Arqueólogos encontram pela 1ª vez na Europa crânio de hiena gigante quase completo (FOTO)
    Arqueólogos espanhóis encontram incrível panóplia de guerreiro ibero (FOTO)
    Descobrem na Turquia impressões de selos em sítio arqueológico de 7.000 anos (FOTO)
    Tags:
    guerreiro, túmulo, túmulos, cemitério, arqueologia, arqueólogo, arqueólogos, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar