23:43 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 80
    Nos siga no

    Cientistas encontram um animal de 500 milhões de anos, de tamanho enorme, que teve grande impacto nos ecossistemas do fundo do mar cambriano.

    Há 541 milhões de anos, durante um período de cerca de 25 milhões de anos, a maior parte das formas de fauna apareceram na Terra durante a explosão Cambriana. Suas marcas são preservadas como fósseis em folhelho antigo. O Folhelho Burgess no Canadá é um dos mais conhecidos.

    Titanokorys gainesi, recém-descoberto na formação de fósseis do Folhelho Burgess, tinha meio metro de comprimento. Este comprimento poderia parecer pequeno para nós, mas naquela altura, há 500 milhões de anos, quase tudo o resto era menor do que um quinto deste tamanho.

    "O tamanho enorme deste animal é absolutamente incompreensível", disse o paleontólogo Jean-Bernard Caron. "É um dos maiores animais do Cambriano já encontrado."
    Reconstrução de Titanokorys gainesi, encontrado no Folhelho Burgess, Canadá
    Reconstrução de Titanokorys gainesi, encontrado no Folhelho Burgess, Canadá

    Este animal pertence a um subgrupo de radiodontes chamado de Hurdiidae, caracterizado por uma cabeça incrivelmente longa coberta por uma carapaça em três partes.

    "A cabeça é tão longa em relação ao corpo que estes animais são realmente pouco mais do que cabeças nadadoras", comentou o paleontólogo Joe Moysiuk.

    Titanokorys tinha as mesmas características dos radiodontes, exceto uma parte importante. Sua carapaça exterior é mais larga e mais plana do que a de um radiodonte médio. Isso significa que estes animais estavam adaptados para a vida no fundo do mar, perto do chão.

    Carapaça de Titanokorys gainesi
    Carapaça de Titanokorys gainesi
    Segundo os especialistas, o animal dominava o fundo. "Estes animais enigmáticos tinham certamente um grande impacto nos ecossistemas do fundo do mar cambriano", destacou Caron.

    Mais:

    Misteriosas bolas de pedra são encontradas em tumba milenar na Escócia (FOTOS)
    Misterioso sinal de rádio é identificado no centro da Via Láctea
    Cientistas explicam misteriosa forma de diamante dos asteroides Bennu e Ryugu
    Arqueólogos encontram pela 1ª vez na Europa crânio de hiena gigante quase completo (FOTO)
    Hubble descobre o que estaria retardando envelhecimento das anãs brancas
    Tags:
    animal, descoberta, cabeça, ecossistemas, paleontologia, fósseis
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar