07:32 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    Pesquisadores da Universidade de Harvard, EUA, estudarão todos os possíveis sinais de vida extraterrestre sem "estigma social ou preferências culturais" que não aceitem essa possibilidade.

    Uma equipe internacional de cientistas liderada por um acadêmico da Universidade de Harvard, EUA, anunciou em comunicado de segunda-feira (26) que buscará o espaço por evidências que possam representar "civilizações tecnológicas extraterrestres".

    O Projeto Galileu é liderado por Avi Loeb, professor de ciências do Departamento de Astronomia da universidade, e o objetivo da empreitada é usar inteligência artificial para estudar dados de pesquisas astronômicas. Essa abordagem permitiria a detecção de viajantes interestelares, estruturas construídas por extraterrestres e fenômenos aéreos não identificados (UAP, na sigla em inglês).

    "A ciência não deve rejeitar possíveis explicações extraterrestres por causa do estigma social ou preferências culturais que não conduzem ao método científico de investigação imparcial e empírica", declarou Loeb.

    "Agora devemos 'ousar olhar através de novos telescópios', tanto literalmente quanto figurativamente", complementou.

    Loeb sugeriu anteriormente que os humanos já encontraram exemplos de tecnologia alienígena, depois que um estranho objeto cósmico, Oumuamua, passou pela Terra em 2017, e foi identificado como um cometa ou asteroide. Em 2020, o cientista afirmou que poderia se tratar de um equipamento explorador do espaço criado por tecnologia alienígena.

    "Podemos apenas especular se Oumuamua pode ser explicado por explicações nunca vistas, ou esticando nossa imaginação para Oumuamua talvez sendo um objeto tecnológico extraterrestre, semelhante a um raio de luz muito fino ou prato de comunicação, o que se encaixaria muito bem nos dados astronômicos", disse Loeb.

    O Projeto Galileu parece se inspirar no Oumuamua, já que o trabalho se concentrará particularmente na busca e exame de "objetos interestelares semelhantes ao Oumuamua".

    Mais:

    Astrônomos encontram moléculas necessárias para a vida na periferia da Via Láctea
    Civilizações extraterrestres? Astrônomos descobrem que 800 estrelas sumiram nos últimos 70 anos
    Nova superterra encontrada pode dar pistas sobre vida fora do Sistema Solar
    Tags:
    Universidade de Harvard, EUA, Terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar