14:34 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    Neste domingo (25), um meteoro surpreendeu os habitantes do sul da Noruega ao voar no céu criando um grande clarão e um som retumbante antes de o objeto espacial ter alegadamente caído perto da capital norueguesa de Oslo.

    Os primeiros relatos do avistamento apareceram na madrugada de domingo na capital norueguesa e seus arredores. Várias câmeras de segurança captaram o fenômeno a partir de múltiplos locais e os vídeos foram compartilhados nas redes sociais.

    ​Um meteoro "extraordinariamente grande" iluminou o céu noturno sobre a Noruega, pelo menos parte dele caiu retumbando perto da capital Oslo.

    Imagens feitas em Oslo mostram uma bola de fogo caindo do céu, se tornando cada vez maior e mais brilhante à medida que se aproxima da superfície terrestre.

    Especialistas que analisaram as imagens para tentar identificar sua origem e o local de impacto sugeriram que o meteoro caiu em uma área florestal chamada Finnemarka, localizada a cerca de 60 quilômetros da capital do país nórdico.

    Estima-se que o objeto espacial voou a uma velocidade entre 15 e 20 km/s, iluminando o céu por cerca de seis segundos.

    "O que tivemos ontem à noite foi uma grande rocha que voava provavelmente entre Marte e Júpiter, que é nosso cinturão de asteroides. E ao entrar a toda a velocidade [na Terra] deixa um estrondo, uma luz e muita empolgação entre nós [cientistas] e um tanto de medo entre os outros", disse o especialista Morten Bilet, avança agência Reuters.

    As autoridades norueguesas não relataram quaisquer danos ou feridos relacionados com o evento.

    Mais:

    Pesquisa mais longa da atmosfera marciana até hoje revela novos conhecimentos sobre química da Terra
    Fragmento de meteorito de 4,6 bilhões de anos encontrado em pegada de cavalo (FOTO)
    NASA consegue captar ondas de rádio de Io, a lua vulcânica de Júpiter
    Tags:
    meteoro, fenômeno astronômico, Noruega
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar